Hoje em Dia Polícia suspeita que grávida morta com tiro no rosto foi vítima de feminicídio  

Polícia suspeita que grávida morta com tiro no rosto foi vítima de feminicídio  

O bebê foi encaminhado para a UTI neonatal e, segundo os médicos, as próximas 48 horas são essenciais para a vida da criança. 

    Access log