Notícias

Em São Bernardo, Brasil enfrenta a Alemanha pelo Grand Prix de Vôlei

Etapa é importante na preparação para a Olimpíada; no fim de semana, brasileiras enfrentam Itália e Estados Unidos

  • -A
  • +A
Do R7

Sheilla, da seleção de vôlei que enfrenta as alemãs nesta sexta-feira, em São Bernardo, pelo Grand Prix. Wander Roberto/Vipcomm

A Alemanha é a adversária da seleção feminina de vôlei nesta sexta-feira (15), no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo, às 20h30, pela segunda etapa do Grand Prix. O técnico José Roberto Guimarães volta a contar com todas as jogadoras, depois de dividir o grupo, poupando as que chegaram à final da Superliga dos jogos disputados na primeira fase, em Lodz, Polônia.

Com três vitórias sobre Itália, Sérvia e Polônia, mas por 3 sets a 2, as brasileiras somaram seis pontos e estão em quarto lugar na classificação geral – encabeçada por Estados Unidos, China e Cuba.

A Alemanha vem uma posição atrás do Brasil – também tem seis pontos, mas com duas vitórias (sobre República Dominicana e Taiwan) e uma derrota (diante dos Estados Unidos).

Giba e Vissotto voltam à seleção na Finlândia

Brasil e Alemanha se enfrentaram pela última vez na Copa do Mundo do Japão, em novembro, com vitória do time de Zé Roberto por 3 a 1.

Para a líbero Fabi, o grupo do Brasil em São Bernardo é “muito complicado”.

- Itália e Estados Unidos disputarão medalhas conosco em Londres e a Alemanha, apesar de não ter se classificado para os Jogos Olímpicos, é um time com muita qualidade. Será importante a oportunidade de jogar contra esses times agora. Poderemos ver como eles estão e também avaliar a nossa condição.

A ponteira Jaqueline lembra que a equipe alemã tem um histórico de boas apresentações contra as brasileiras.

Itália e Estados Unidos abrem a rodada em São Bernardo, às 18h30. São duas equipes fortes, que devem fazer frente para o Brasil na Olimpíada de Londres (de 27 de julho a 12 de agosto).

Curta o R7 no Facebook

Conheça os blogueiros do R7

A Rede Record mostrará a Olimpíada de Londres 2012 com exclusividade na TV aberta brasileira, e também pela internet, por meio do R7. A Record detém ainda os direitos de transmissão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015 e da Olimpíada do Rio de Janeiro 2016.