O Rico e Lázaro Conheça os personagens da novela O Rico e Lázaro
Abel (Tiago Marques): Abel é um exímio arqueiro. Acabou de terminar seu treinamento e aderir às tropas do Rei Eliaquim. Abel é adorado por Asher, e suas conquistas servem de exemplo para o irmão mais novo. Anseia participar de um confronto, está cansado de acertar alvos do treinamento e quer atirar suas flechas em um inimigo real.

Abel

Tiago Marques

Abel é um exímio arqueiro. Acabou de terminar seu treinamento e aderir às tropas do Rei Eliaquim. Abel é adorado por Asher, e suas conquistas servem de exemplo para o irmão mais novo. Anseia participar de um confronto, está cansado de acertar alvos do treinamento e quer atirar suas flechas em um inimigo real.
Absalom (Roger Gobeth): 

Absalom é o mais soturno dos filhos de Chaim. Calado,
parece guardar dentro de si uma mágoa e revolta que extravasa com violência.
Procura servir ao pai com empenho, mas se ressente da falta de reconhecimento por
sua dedicação. Carente de atenção, vive deprimido e mal-humorado. Mesmo assim,
ele é capaz de amar. Só que, quando isso acontece, não sabe como agir. Aprendeu que
tudo se toma, se pega, se rouba. Não tem noção de como conquistar algo sem o
uso da força, agindo dessa maneira com a mulher que ama.

Absalom

Roger Gobeth

Absalom é o mais soturno dos filhos de Chaim. Calado, parece guardar dentro de si uma mágoa e revolta que extravasa com violência. Procura servir ao pai com empenho, mas se ressente da falta de reconhecimento por sua dedicação. Carente de atenção, vive deprimido e mal-humorado. Mesmo assim, ele é capaz de amar. Só que, quando isso acontece, não sabe como agir. Aprendeu que tudo se toma, se pega, se rouba. Não tem noção de como conquistar algo sem o uso da força, agindo dessa maneira com a mulher que ama.
Aicão (Perfeito Fortuna): A família de Safã dominava a burocracia no reino de Judá e ocupava a posição de escriba do rei desde o tempo de Josias até o Exílio. Ele e seus parentes são os príncipes de Judá que estarão ao lado de Jeremias e tentarão protegê-lo o tempo todo.

Aicão

Perfeito Fortuna

A família de Safã dominava a burocracia no reino de Judá e ocupava a posição de escriba do rei desde o tempo de Josias até o Exílio. Ele e seus parentes são os príncipes de Judá que estarão ao lado de Jeremias e tentarão protegê-lo o tempo todo.
Amitis (Adriana Garambone): Amitis não é uma mulher fácil de decifrar. Sua doçura e aparente fragilidade disfarçam uma inteligência emocional muito grande. Ela sabe como dominar um dos homens mais poderosos e perigosos de seu tempo com maestria. Não é cruel como seu marido, mas não vê problemas quando ele age de forma dura quando é necessário. Amitis também acha que se governa com mão forte, sem piedade. Ela prima pela segurança de seu reino e dos seus.

Amitis

Adriana Garambone

Amitis não é uma mulher fácil de decifrar. Sua doçura e aparente fragilidade disfarçam uma inteligência emocional muito grande. Ela sabe como dominar um dos homens mais poderosos e perigosos de seu tempo com maestria. Não é cruel como seu marido, mas não vê problemas quando ele age de forma dura quando é necessário. Amitis também acha que se governa com mão forte, sem piedade. Ela prima pela segurança de seu reino e dos seus.
Aksumai (Alex Brasil): Aksumai é um príncipe em Meroé que entra na trama para mudar a vida de Asher. No primeiro encontro dos dois, o hebreu salva a vida do nobre e ganha sua eterna gratidão.

Aksumai

Alex Brasil

Aksumai é um príncipe em Meroé que entra na trama para mudar a vida de Asher. No primeiro encontro dos dois, o hebreu salva a vida do nobre e ganha sua eterna gratidão.
Aliatis (Tião D'Ávila): Aliatis é um antigo e fiel servo de Nabucodonosor que retorna à Babilônia ao receber a notícia de uma grande perda do rei. Ele e seu filho, Madai, servirão juntos no palácio

Aliatis

Tião D'Ávila

Aliatis é um antigo e fiel servo de Nabucodonosor que retorna à Babilônia ao receber a notícia de uma grande perda do rei. Ele e seu filho, Madai, servirão juntos no palácio
Ananias/Sadraque (Gustavo Rodrigues): 

Sadraque é o nome babilônico de Ananias, herdeiro de
uma das famílias mais proeminentes de Judá. Nunca deu atenção ao dinheiro. Está
mais preocupado com questões da fé do que com seu rico patrimônio. E é a fé o
aproxima de seus três melhores amigos, nobres como ele. Assim como os outros
três, Sadraque acredita piamente no Senhor, percebendo que seu povo está
trilhando um caminho equivocado. Possui humor mordaz e é estudioso dos números.

Ananias/Sadraque

Gustavo Rodrigues

Sadraque é o nome babilônico de Ananias, herdeiro de uma das famílias mais proeminentes de Judá. Nunca deu atenção ao dinheiro. Está mais preocupado com questões da fé do que com seu rico patrimônio. E é a fé o aproxima de seus três melhores amigos, nobres como ele. Assim como os outros três, Sadraque acredita piamente no Senhor, percebendo que seu povo está trilhando um caminho equivocado. Possui humor mordaz e é estudioso dos números.
Arioque (Felipe Cardoso): Arioque é um dos guerreiros mais mortais da Babilônia. Hábil com a espada, arco e lança e grande estrategista, sua fama corre pela Mesopotâmia onde acredita-se que ele seja invencível. Muito sério e disciplinado, Arioque não titubeia ao receber uma ordem do rei, por mais esdrúxula ou perversa que ela possa parecer. Não sente prazer em matar, tampouco remorso. Ele apenas é profundamente agradecido em servir aos reis que se seguem e o fará com fidelidade cega até o fim de seus dias.

Arioque

Felipe Cardoso

Arioque é um dos guerreiros mais mortais da Babilônia. Hábil com a espada, arco e lança e grande estrategista, sua fama corre pela Mesopotâmia onde acredita-se que ele seja invencível. Muito sério e disciplinado, Arioque não titubeia ao receber uma ordem do rei, por mais esdrúxula ou perversa que ela possa parecer. Não sente prazer em matar, tampouco remorso. Ele apenas é profundamente agradecido em servir aos reis que se seguem e o fará com fidelidade cega até o fim de seus dias.
Asher (1ª fase) (Rafael Gevú): 

Asher é um menino corajoso, esperto e peralta. Gosta
de brincadeiras de guerra e sonha em ser um grande arqueiro para defender seu
o reino. Asher e Joana se conhecem desde sempre e o amor que um tem pelo outro
superará todos os desafios, brigas, rompimentos e dificuldades, mantendo-se
intenso e fiel até o final de suas vidas. Ele ama profundamente Joana e, embora
não compreenda sua fé, admira a força e a coragem da amada. Asher e Zac
têm uma profunda amizade que marca suas vidas para sempre. A ligação deles é
tão forte que, mesmo ao se odiarem, não conseguem abandonar a profunda afeição
um pelo outro. Quando suas bases e tudo que conheceu e amou lhe são tirados, Asher
perde o chão. Sem a proteção da fé, segue norteado pela vingança e revolta.

Asher (1ª fase)

Rafael Gevú

Asher é um menino corajoso, esperto e peralta. Gosta de brincadeiras de guerra e sonha em ser um grande arqueiro para defender seu o reino. Asher e Joana se conhecem desde sempre e o amor que um tem pelo outro superará todos os desafios, brigas, rompimentos e dificuldades, mantendo-se intenso e fiel até o final de suas vidas. Ele ama profundamente Joana e, embora não compreenda sua fé, admira a força e a coragem da amada. Asher e Zac têm uma profunda amizade que marca suas vidas para sempre. A ligação deles é tão forte que, mesmo ao se odiarem, não conseguem abandonar a profunda afeição um pelo outro. Quando suas bases e tudo que conheceu e amou lhe são tirados, Asher perde o chão. Sem a proteção da fé, segue norteado pela vingança e revolta.
Asher (Dudu Azevedo): Asher é um menino corajoso, esperto e peralta. Gosta
de brincadeiras de guerra e sonha em ser um grande arqueiro para defender seu
o reino. Asher e Joana se conhecem desde sempre e o amor que um tem pelo outro
superará todos os desafios, brigas, rompimentos e dificuldades, mantendo-se
intenso e fiel até o final de suas vidas. Ele ama profundamente Joana e, embora
não compreenda sua fé, admira a força e a coragem da amada. Asher e Zac
têm uma profunda amizade que marca suas vidas para sempre. A ligação deles é
tão forte que, mesmo ao se odiarem, não conseguem abandonar a profunda afeição
um pelo outro. Quando suas bases e tudo que conheceu e amou lhe são tirados, Asher
perde o chão. Sem a proteção da fé, segue norteado pela vingança e revolta.

Asher

Dudu Azevedo

Asher é um menino corajoso, esperto e peralta. Gosta de brincadeiras de guerra e sonha em ser um grande arqueiro para defender seu o reino. Asher e Joana se conhecem desde sempre e o amor que um tem pelo outro superará todos os desafios, brigas, rompimentos e dificuldades, mantendo-se intenso e fiel até o final de suas vidas. Ele ama profundamente Joana e, embora não compreenda sua fé, admira a força e a coragem da amada. Asher e Zac têm uma profunda amizade que marca suas vidas para sempre. A ligação deles é tão forte que, mesmo ao se odiarem, não conseguem abandonar a profunda afeição um pelo outro. Quando suas bases e tudo que conheceu e amou lhe são tirados, Asher perde o chão. Sem a proteção da fé, segue norteado pela vingança e revolta.
Aspenaz (Saulo Rodrigues): Aspenaz é um servo fiel e dedicado. Tem adoração por Amitis, que segue e adula. É responsável por zelar pelos nobres hebreus cativos e pela administração do harém do rei. Aspenaz é severo com os rapazes hebreus, mas aos poucos vai percebendo que Daniel e seus amigos são fora do comum. Os rapazes caem nas graças do influente eunuco e acabam se tornando muito amigos.

Aspenaz

Saulo Rodrigues

Aspenaz é um servo fiel e dedicado. Tem adoração por Amitis, que segue e adula. É responsável por zelar pelos nobres hebreus cativos e pela administração do harém do rei. Aspenaz é severo com os rapazes hebreus, mas aos poucos vai percebendo que Daniel e seus amigos são fora do comum. Os rapazes caem nas graças do influente eunuco e acabam se tornando muito amigos.
Azarias/Abednego (Nikolas Antunes): Abednego é o nome babilônico de Azarias. Sempre gostou mais das atividades intelectuais do que das físicas. Ao ser levado com seus amigos para a Babilônia, tem acesso a inúmeros manuscritos. Ele aprende a escrita cuneiforme e a escrita egípcia com rapidez e “devora” papiros e placas de barro que encontra em profusão na biblioteca do palácio de Nabucodonosor. Sua erudição adquirida em três anos de cativeiro, assim como a de seus amigos, impressiona o rei babilônico.

Azarias/Abednego

Nikolas Antunes

Abednego é o nome babilônico de Azarias. Sempre gostou mais das atividades intelectuais do que das físicas. Ao ser levado com seus amigos para a Babilônia, tem acesso a inúmeros manuscritos. Ele aprende a escrita cuneiforme e a escrita egípcia com rapidez e “devora” papiros e placas de barro que encontra em profusão na biblioteca do palácio de Nabucodonosor. Sua erudição adquirida em três anos de cativeiro, assim como a de seus amigos, impressiona o rei babilônico.
Baruque (Guilherme Lopes): Escriba de família nobre, Baruque é enviado por Deus para ser o fiel escudeiro de Jeremias e ajudá-lo em sua missão, tornando-se seu grande amigo.

Baruque

Guilherme Lopes

Escriba de família nobre, Baruque é enviado por Deus para ser o fiel escudeiro de Jeremias e ajudá-lo em sua missão, tornando-se seu grande amigo.
Belsazar (João Barreto): 

Belsazar representa a decadência da Babilônia. Neto de
Nabucodonosor, mas em nada semelhante a seu notável avô. Belsazar é arrogante,
vaidoso e inábil ao governar. Usado desde cedo por sua mãe para que ela possa
controlar o trono, Nitócris nunca se preocupou em passar conhecimento ao filho,
até porque ela própria não é lá muito competente nos assuntos de estado. Quando
ele atinge a maioridade, torna-se um rei omisso e injusto, preocupando-se mais
com a elegância da vida real do que com o futuro de seu povo.

Belsazar

João Barreto

Belsazar representa a decadência da Babilônia. Neto de Nabucodonosor, mas em nada semelhante a seu notável avô. Belsazar é arrogante, vaidoso e inábil ao governar. Usado desde cedo por sua mãe para que ela possa controlar o trono, Nitócris nunca se preocupou em passar conhecimento ao filho, até porque ela própria não é lá muito competente nos assuntos de estado. Quando ele atinge a maioridade, torna-se um rei omisso e injusto, preocupando-se mais com a elegância da vida real do que com o futuro de seu povo.
Belsazar (Marcelo Arnal): Belsazar
representa a decadência da Babilônia. Neto de Nabucodonosor, mas em nada
semelhante a seu notável avô. Belsazar é arrogante, vaidoso e inábil ao
governar. Usado desde cedo por sua mãe para que ela possa controlar o trono,
Nitócris nunca se preocupou em passar conhecimento ao filho, até porque ela
própria não é lá muito competente nos assuntos de estado. Quando ele atinge a
maioridade, torna-se um rei omisso e injusto, preocupando-se mais com a
elegância da vida real do que com o futuro de seu povo.

Belsazar

Marcelo Arnal

Belsazar representa a decadência da Babilônia. Neto de Nabucodonosor, mas em nada semelhante a seu notável avô. Belsazar é arrogante, vaidoso e inábil ao governar. Usado desde cedo por sua mãe para que ela possa controlar o trono, Nitócris nunca se preocupou em passar conhecimento ao filho, até porque ela própria não é lá muito competente nos assuntos de estado. Quando ele atinge a maioridade, torna-se um rei omisso e injusto, preocupando-se mais com a elegância da vida real do que com o futuro de seu povo.
Beroso (Cassio Scapin): Ambicioso, esperto, sagaz e corrupto, Beroso almeja o posto de sumo-sacerdote não somente para estar mais próximo a seus deuses, mas para controlar o ouro do Templo de Marduk. Beroso deseja sempre - e cada vez mais - poder e riqueza. Para tanto, ele se envolve em todos os tipos de negócios escusos e tramoias. Um homem amoral que somente se importa consigo e mais ninguém. Com pleno domínio das ciências dominadas nesse mundo antigo, ele é um vilão a se temer.

Beroso

Cassio Scapin

Ambicioso, esperto, sagaz e corrupto, Beroso almeja o posto de sumo-sacerdote não somente para estar mais próximo a seus deuses, mas para controlar o ouro do Templo de Marduk. Beroso deseja sempre - e cada vez mais - poder e riqueza. Para tanto, ele se envolve em todos os tipos de negócios escusos e tramoias. Um homem amoral que somente se importa consigo e mais ninguém. Com pleno domínio das ciências dominadas nesse mundo antigo, ele é um vilão a se temer.
Benjamin (Theo Salomão): 

Benjamin é uma criança adorável. Generoso, alegre,
carinhoso, sempre disposto a ajudar. É mais obediente e calmo do que Asher, não
havendo traços de revolta em sua personalidade. Ele crescerá um homem de fé. A bondade
e a compreensão, herdadas da mãe, serão o traço forte de sua personalidade.

Benjamin

Theo Salomão

Benjamin é uma criança adorável. Generoso, alegre, carinhoso, sempre disposto a ajudar. É mais obediente e calmo do que Asher, não havendo traços de revolta em sua personalidade. Ele crescerá um homem de fé. A bondade e a compreensão, herdadas da mãe, serão o traço forte de sua personalidade.
Chaim (Henri Pagnoncelli ): Rico comerciante com ambição desmedida, o tipo do
“quanto mais tem, mais quer”. Fabrica armas e explora cruelmente seus servos e
filhos. Um pai déspota, que se enfurece quando não é satisfeito em suas
expectativas. Em seu íntimo, teme que os filhos o superem. É um homem que
acredita no uso do poder para controlar a tudo e a todos. Chaim enviuvou de sua
primeira esposa e deixou o filho desta união aos cuidados do sogro. De tempos
em tempos, ele os visita e aproveita a cidade da perdição para fazer negócios.

Chaim

Henri Pagnoncelli

Rico comerciante com ambição desmedida, o tipo do “quanto mais tem, mais quer”. Fabrica armas e explora cruelmente seus servos e filhos. Um pai déspota, que se enfurece quando não é satisfeito em suas expectativas. Em seu íntimo, teme que os filhos o superem. É um homem que acredita no uso do poder para controlar a tudo e a todos. Chaim enviuvou de sua primeira esposa e deixou o filho desta união aos cuidados do sogro. De tempos em tempos, ele os visita e aproveita a cidade da perdição para fazer negócios.
Dalila (Juliana Kelling): Estilista muito talentosa, Dalila vai trabalhar como costureira no palácio da Babilônia e cai no agrado de todas da família real. A tensão e o alto nível de exigência ao atender a rainha vão minando a confiança que tem em si própria. Ela acaba desenvolvendo sonambulismo. Sadraque percebe que algo não vai bem com a moça e se interessa em ajudá-la Mas Dalila dificulta a ajuda, obcecada por atender às expectativas reais. 

Dalila

Juliana Kelling

Estilista muito talentosa, Dalila vai trabalhar como costureira no palácio da Babilônia e cai no agrado de todas da família real. A tensão e o alto nível de exigência ao atender a rainha vão minando a confiança que tem em si própria. Ela acaba desenvolvendo sonambulismo. Sadraque percebe que algo não vai bem com a moça e se interessa em ajudá-la Mas Dalila dificulta a ajuda, obcecada por atender às expectativas reais. 
Daniel (Gabriel Gracindo): 

Daniel é um rapaz que parece já ter nascido sábio.
Muito inteligente e perspicaz, nada lhe tira do sério. Com extrema habilidade
de adaptação, possui o talento em lidar com as mais diversas situações de
maneira sutil, mas eficiente. Sua fé é tão forte e poderosa, que o protegerá
de todos os perigos. A proteção de Deus e a sabedoria de Daniel farão com que
sobreviva e mantenha por décadas sua força e influência no centro do poder na
Babilônia, sobrevivendo a vários reis, a todas as intrigas e perigos. Daniel é
um homem seguro, forte, que enfrenta todas as situações com fé e coragem. Mas
há um assunto no qual se descobre completamente despreparado: o amor. Veremos,
então, um Daniel muito humano, sentindo-se frágil e inseguro ao lidar com uma
situação amorosa. Embora sempre tenha o conselho certo para os outros, não
sabe o que fazer ou como agir quando se trata dele próprio.

Daniel

Gabriel Gracindo

Daniel é um rapaz que parece já ter nascido sábio. Muito inteligente e perspicaz, nada lhe tira do sério. Com extrema habilidade de adaptação, possui o talento em lidar com as mais diversas situações de maneira sutil, mas eficiente. Sua fé é tão forte e poderosa, que o protegerá de todos os perigos. A proteção de Deus e a sabedoria de Daniel farão com que sobreviva e mantenha por décadas sua força e influência no centro do poder na Babilônia, sobrevivendo a vários reis, a todas as intrigas e perigos. Daniel é um homem seguro, forte, que enfrenta todas as situações com fé e coragem. Mas há um assunto no qual se descobre completamente despreparado: o amor. Veremos, então, um Daniel muito humano, sentindo-se frágil e inseguro ao lidar com uma situação amorosa. Embora sempre tenha o conselho certo para os outros, não sabe o que fazer ou como agir quando se trata dele próprio.
Darice (Ana Zettel): Serva leal e dedicada à Sammu-Ramat, cumpre suas ordens sem questionar.

Darice

Ana Zettel

Serva leal e dedicada à Sammu-Ramat, cumpre suas ordens sem questionar.
Dana (1ª fase) (Lívia Inhudes): Dana é doce e gentil com todos. Quando Absalom se interessa por ela, é como se uma fera tentasse colher (uma) delicada rosa. Claro que, ao primeiro toque, ele quase a destrói, despetalando-a. Mas Absalom a ama profundamente e fará de tudo para conquistá-la.

Dana (1ª fase)

Lívia Inhudes

Dana é doce e gentil com todos. Quando Absalom se interessa por ela, é como se uma fera tentasse colher (uma) delicada rosa. Claro que, ao primeiro toque, ele quase a destrói, despetalando-a. Mas Absalom a ama profundamente e fará de tudo para conquistá-la.
Dana (Graziela Schimmit): 

Dana é doce e gentil com todos. Quando Absalom se interessa
por ela, é como se uma fera tentasse colher (uma) delicada rosa. Claro que, ao
primeiro toque, ele quase a destrói, despetalando-a. Mas Absalom a ama
profundamente e fará de tudo para conquistá-la.

Dana

Graziela Schimmit

Dana é doce e gentil com todos. Quando Absalom se interessa por ela, é como se uma fera tentasse colher (uma) delicada rosa. Claro que, ao primeiro toque, ele quase a destrói, despetalando-a. Mas Absalom a ama profundamente e fará de tudo para conquistá-la.
Ebede-Meleque (André Luiz Miranda): 

Eunuco da corte de Judá, servo de Neusta, Ebede-Meleque partirá para
a Babilônia depois que o Templo for destruído e se estabelecerá no palácio de
Nabucodonosor, onde encontrará um antigo amor.

Ebede-Meleque

André Luiz Miranda

Eunuco da corte de Judá, servo de Neusta, Ebede-Meleque partirá para a Babilônia depois que o Templo for destruído e se estabelecerá no palácio de Nabucodonosor, onde encontrará um antigo amor.
Edissa (Robertha Portella): 

Extremamente paciente e doce, Edissa atura todas as manias e
caprichos de Neusta, servindo fielmente sua senhora. Apaixonada por Joaquim,
enfrentará a oposição da futura sogra, dobrando-a gentilmente. Ela só aceitará
se casar com Joaquim após a aprovação de Neusta.

Edissa

Robertha Portella

Extremamente paciente e doce, Edissa atura todas as manias e caprichos de Neusta, servindo fielmente sua senhora. Apaixonada por Joaquim, enfrentará a oposição da futura sogra, dobrando-a gentilmente. Ela só aceitará se casar com Joaquim após a aprovação de Neusta.
Elga (Denise Del Vecchio): 

Mulher fútil, ingênua, supersticiosa, cabeça de vento,
mas de bom coração. Ama os filhos, sem perspicácia para conhecê-los realmente
ou compreender seus dilemas e conflitos. Delega os cuidados com eles à serva
Zelfa, por quem possui profundo carinho e respeito, embora briguem muito. Cega
para os vícios e maldades do marido, ela raramente percebe o que acontece à sua
volta.  Desleixada quanto aos costumes e
Leis de seu povo, que há muito deixou de observar e seguir. Adora consultar
advinhas e fazer simpatias. Se encantará com a vida na Babilônia, procurando
fazer amizade com os nobres caldeus.

Elga

Denise Del Vecchio

Mulher fútil, ingênua, supersticiosa, cabeça de vento, mas de bom coração. Ama os filhos, sem perspicácia para conhecê-los realmente ou compreender seus dilemas e conflitos. Delega os cuidados com eles à serva Zelfa, por quem possui profundo carinho e respeito, embora briguem muito. Cega para os vícios e maldades do marido, ela raramente percebe o que acontece à sua volta.  Desleixada quanto aos costumes e Leis de seu povo, que há muito deixou de observar e seguir. Adora consultar advinhas e fazer simpatias. Se encantará com a vida na Babilônia, procurando fazer amizade com os nobres caldeus.
Dinah (Dedina Bernardelli): Dinah
é uma mulher frágil e bela. Atenciosa com sua família, ela também é dona de uma fé
inabalável. Vive um idílio tão harmonioso com Uriel que é alvo corriqueiro da
inveja de suas vizinhas. Igualmente próspero é seu pequeno jardim, que também
conta com a dedicação diária de Dinah. Usando a simplicidade das plantas, ela
instrui seu filho Asher na fé, mostrando que precisam da luz e do calor do sol
para desabrocharem, assim como sua família precisa do Senhor para serem
recebidos nos braços de Abraão.

Dinah

Dedina Bernardelli

Dinah é uma mulher frágil e bela. Atenciosa com sua família, ela também é dona de uma fé inabalável. Vive um idílio tão harmonioso com Uriel que é alvo corriqueiro da inveja de suas vizinhas. Igualmente próspero é seu pequeno jardim, que também conta com a dedicação diária de Dinah. Usando a simplicidade das plantas, ela instrui seu filho Asher na fé, mostrando que precisam da luz e do calor do sol para desabrocharem, assim como sua família precisa do Senhor para serem recebidos nos braços de Abraão.
Efraim (Gustavo Falcão): 

Homem honesto, de
muita fé e amor por sua pequena família. Pai da pequena e corajosa Joana.

Efraim

Gustavo Falcão

Homem honesto, de muita fé e amor por sua pequena família. Pai da pequena e corajosa Joana.
Eliaquim (Leonardo Medeiros): Eliaquim é um rei corrompido e inútil, incapaz de proteger seu reino de Nabucodonosor.

Eliaquim

Leonardo Medeiros

Eliaquim é um rei corrompido e inútil, incapaz de proteger seu reino de Nabucodonosor.
Evil-Merodaque (1ª fase) (Danilo Maia): Evil-Merodaque tem caráter oposto ao do pai e da irmã Nitócris. Não é um
 jovem ambicioso, sedento de poder. Ao contrário: um rapaz simples, 
bondoso, pacífico, de palavra. Odeia violência e não dá valor à riqueza 
desmedida. E isto gera inúmeros conflitos com Nabucodonosor. Sempre 
ávido de conhecimento, Evil-Merodaque faz amizade com Daniel, curioso 
sobre os hábitos e costumes do povo judeu, espantando-se com o 
monoteísmo seguido por eles. Tem um interesse e fascínio em saber mais 
sobre o Deus de Israel.

Evil-Merodaque (1ª fase)

Danilo Maia

Evil-Merodaque tem caráter oposto ao do pai e da irmã Nitócris. Não é um jovem ambicioso, sedento de poder. Ao contrário: um rapaz simples, bondoso, pacífico, de palavra. Odeia violência e não dá valor à riqueza desmedida. E isto gera inúmeros conflitos com Nabucodonosor. Sempre ávido de conhecimento, Evil-Merodaque faz amizade com Daniel, curioso sobre os hábitos e costumes do povo judeu, espantando-se com o monoteísmo seguido por eles. Tem um interesse e fascínio em saber mais sobre o Deus de Israel.
Evil-Merodaque (Kayky Brito): Evil-Merodaque tem caráter oposto ao do pai e da irmã Nitócris. Não é um
 jovem ambicioso, sedento de poder. Ao contrário: um rapaz simples, 
bondoso, pacífico, de palavra. Odeia violência e não dá valor à riqueza 
desmedida. E isto gera inúmeros conflitos com Nabucodonosor. Sempre 
ávido de conhecimento, Evil-Merodaque faz amizade com Daniel, curioso 
sobre os hábitos e costumes do povo judeu, espantando-se com o 
monoteísmo seguido por eles. Tem um interesse e fascínio em saber mais 
sobre o Deus de Israel.

Evil-Merodaque

Kayky Brito

Evil-Merodaque tem caráter oposto ao do pai e da irmã Nitócris. Não é um jovem ambicioso, sedento de poder. Ao contrário: um rapaz simples, bondoso, pacífico, de palavra. Odeia violência e não dá valor à riqueza desmedida. E isto gera inúmeros conflitos com Nabucodonosor. Sempre ávido de conhecimento, Evil-Merodaque faz amizade com Daniel, curioso sobre os hábitos e costumes do povo judeu, espantando-se com o monoteísmo seguido por eles. Tem um interesse e fascínio em saber mais sobre o Deus de Israel.
Ezequiel (Licurgo): Ezequiel é levado como cativo para a Babilônia, onde se torna um grande profeta. Prevê a destruição de Jerusalém e relata a seu povo as diversas mensagens que recebe de Deus.

Ezequiel

Licurgo

Ezequiel é levado como cativo para a Babilônia, onde se torna um grande profeta. Prevê a destruição de Jerusalém e relata a seu povo as diversas mensagens que recebe de Deus.
Fassur (Zécarlos Machado): 

Fassur é um sacerdote que acredita ter a posse das
palavras e ensinamentos do Senhor, concedendo a si próprio um poder que não
possui. Fassur é a personificação do divórcio do povo de Israel com Deus, mas
não se vê dessa maneira, muito pelo contrário. Ele se acha alguém generoso e
benevolente ao minimizar as fraquezas de pessoas ricas, assim como fecha os
olhos para suas próprias falhas. É o que
poderíamos chamar de fanático religioso completamente equivocado e doentio,
atormentado por desejos inconfessáveis.   

Fassur

Zécarlos Machado

Fassur é um sacerdote que acredita ter a posse das palavras e ensinamentos do Senhor, concedendo a si próprio um poder que não possui. Fassur é a personificação do divórcio do povo de Israel com Deus, mas não se vê dessa maneira, muito pelo contrário. Ele se acha alguém generoso e benevolente ao minimizar as fraquezas de pessoas ricas, assim como fecha os olhos para suas próprias falhas. É o que poderíamos chamar de fanático religioso completamente equivocado e doentio, atormentado por desejos inconfessáveis.   
Gedalias (Ronny Kriwat): Após a destruição do Templo, Gedalias é designado administrador da província de Judá que é anexada ao Reino da Babilônia.

Gedalias

Ronny Kriwat

Após a destruição do Templo, Gedalias é designado administrador da província de Judá que é anexada ao Reino da Babilônia.
Hananias (Jorge Pontual): Falso profeta que enfrenta Jeremias.

Hananias

Jorge Pontual

Falso profeta que enfrenta Jeremias.
Hassube (1ª fase) (Rodrigo Tavares): 

Rapaz truculento, está sempre querendo levar os outros
para o mau caminho. Sonha em um dia assumir o lugar de seu pai Zedequias no
trono de Judá.

Hassube (1ª fase)

Rodrigo Tavares

Rapaz truculento, está sempre querendo levar os outros para o mau caminho. Sonha em um dia assumir o lugar de seu pai Zedequias no trono de Judá.
Hassube (Ycaro Tavares): Rapaz truculento, está sempre querendo levar os outros
para o mau caminho. Sonha em um dia assumir o lugar de seu pai Zedequias no
trono de Judá.

Hassube

Ycaro Tavares

Rapaz truculento, está sempre querendo levar os outros para o mau caminho. Sonha em um dia assumir o lugar de seu pai Zedequias no trono de Judá.
Hurzabum (1ª fase) (Guilherme Seta): Rapaz sensível e sonhador, a paixão de Hurzabum é a música. Ele vive uma
 infância miserável, tentando sobreviver de seu talento com a flauta. 
Com uma mãe como Shag-Shag, que sempre abusou do álcool, ele amadureceu 
muito rápido. É na música que Hurzabum encontra consolo e a válvula de 
escape para suportar tudo. Somente quando sentir-se merecedor de um amor
 sincero, esse rapaz descobrirá a força de seu generoso e sensível 
coração. Através desse amor, ele conhecerá a fé em Deus e finalmente 
terá contato com algo mais poderoso que sua preciosa música.

Hurzabum (1ª fase)

Guilherme Seta

Rapaz sensível e sonhador, a paixão de Hurzabum é a música. Ele vive uma infância miserável, tentando sobreviver de seu talento com a flauta. Com uma mãe como Shag-Shag, que sempre abusou do álcool, ele amadureceu muito rápido. É na música que Hurzabum encontra consolo e a válvula de escape para suportar tudo. Somente quando sentir-se merecedor de um amor sincero, esse rapaz descobrirá a força de seu generoso e sensível coração. Através desse amor, ele conhecerá a fé em Deus e finalmente terá contato com algo mais poderoso que sua preciosa música.
Hurzabum (Rafael Almeida): Rapaz sensível e sonhador, a paixão de Hurzabum é a música. Ele vive uma infância miserável, tentando sobreviver de seu talento com a flauta. Com uma mãe como Shag-Shag, que sempre abusou do álcool, ele amadureceu muito rápido. É na música que Hurzabum encontra consolo e a válvula de escape para suportar tudo. Somente quando sentir-se merecedor de um amor sincero, esse rapaz descobrirá a força de seu generoso e sensível coração. Através desse amor, ele conhecerá a fé em Deus e finalmente terá contato com algo mais poderoso que sua preciosa música.

Hurzabum

Rafael Almeida

Rapaz sensível e sonhador, a paixão de Hurzabum é a música. Ele vive uma infância miserável, tentando sobreviver de seu talento com a flauta. Com uma mãe como Shag-Shag, que sempre abusou do álcool, ele amadureceu muito rápido. É na música que Hurzabum encontra consolo e a válvula de escape para suportar tudo. Somente quando sentir-se merecedor de um amor sincero, esse rapaz descobrirá a força de seu generoso e sensível coração. Através desse amor, ele conhecerá a fé em Deus e finalmente terá contato com algo mais poderoso que sua preciosa música.
Ilana (Cláudia Mauro): Mulher de muita fé, esposa e mãe amorosa. De maneira sábia e carinhosa, Ilana faz de tudo para ser uma boa companheira e ajudar os filhos a seguir o bom caminho. Grande cozinheira, também domina o uso de ervas e medicamentos. Também realiza partos. Acolhe Joana como filha. É amiga de Elga, embora não aprove seu comportamento fútil e idólatra.

Ilana

Cláudia Mauro

Mulher de muita fé, esposa e mãe amorosa. De maneira sábia e carinhosa, Ilana faz de tudo para ser uma boa companheira e ajudar os filhos a seguir o bom caminho. Grande cozinheira, também domina o uso de ervas e medicamentos. Também realiza partos. Acolhe Joana como filha. É amiga de Elga, embora não aprove seu comportamento fútil e idólatra.
Ismael (Pablo Urango):

Ismael

Pablo Urango

Jeremias (Vitor Hugo): Jeremias recebe o chamado de Deus ainda criança e duvida de sua capacidade para cumprir a missão que lhe foi confiada. Apesar de ter seus momentos de fraqueza, ele os supera e segue difundindo a palavra do Senhor incansavelmente.

Jeremias

Vitor Hugo

Jeremias recebe o chamado de Deus ainda criança e duvida de sua capacidade para cumprir a missão que lhe foi confiada. Apesar de ter seus momentos de fraqueza, ele os supera e segue difundindo a palavra do Senhor incansavelmente.
Joana (1ª fase) (Maitê Padilha): 

Joana é naturalmente mais madura que os amigos e desde
pequena se engaja na luta pela fé, sem se deixar contaminar pelo ambiente de
infidelidade à sua volta. Sua coragem vem de uma entrega completa a Deus e é
através da fé que supera o medo e os revezes em seu caminho. Torna-se mulher
forte e decidida, que não hesita em lutar pelo que acredita, sempre trabalhando
para que o povo se fortaleça na fé. Por
sua sabedoria e exemplo de fidelidade, Joana é admirada por todos. Por mais que
sofra, jamais coloca-se como vítima. De sua fé nasce a grande força que a faz
continuar, sem nunca esmorecer.

Joana (1ª fase)

Maitê Padilha

Joana é naturalmente mais madura que os amigos e desde pequena se engaja na luta pela fé, sem se deixar contaminar pelo ambiente de infidelidade à sua volta. Sua coragem vem de uma entrega completa a Deus e é através da fé que supera o medo e os revezes em seu caminho. Torna-se mulher forte e decidida, que não hesita em lutar pelo que acredita, sempre trabalhando para que o povo se fortaleça na fé. Por sua sabedoria e exemplo de fidelidade, Joana é admirada por todos. Por mais que sofra, jamais coloca-se como vítima. De sua fé nasce a grande força que a faz continuar, sem nunca esmorecer.
Joana (Milena Toscano): Joana é naturalmente mais madura que os amigos e desde
pequena se engaja na luta pela fé, sem se deixar contaminar pelo ambiente de
infidelidade à sua volta. Sua coragem vem de uma entrega completa a Deus e é
através da fé que supera o medo e os revezes em seu caminho. Torna-se mulher
forte e decidida, que não hesita em lutar pelo que acredita, sempre trabalhando
para que o povo se fortaleça na fé. Por
sua sabedoria e exemplo de fidelidade, Joana é admirada por todos. Por mais que
sofra, jamais coloca-se como vítima. De sua fé nasce a grande força que a faz
continuar, sem nunca esmorecer.

Joana

Milena Toscano

Joana é naturalmente mais madura que os amigos e desde pequena se engaja na luta pela fé, sem se deixar contaminar pelo ambiente de infidelidade à sua volta. Sua coragem vem de uma entrega completa a Deus e é através da fé que supera o medo e os revezes em seu caminho. Torna-se mulher forte e decidida, que não hesita em lutar pelo que acredita, sempre trabalhando para que o povo se fortaleça na fé. Por sua sabedoria e exemplo de fidelidade, Joana é admirada por todos. Por mais que sofra, jamais coloca-se como vítima. De sua fé nasce a grande força que a faz continuar, sem nunca esmorecer.
Joaquim (1ª fase) (Henrique Filgueiras): Rei Joaquim faz o que é mal aos olhos do Senhor, sem nem
se dar conta disso. Somente após conhecer Daniel e conviver com ele, entenderá
sobre a fé verdadeira e se dará conta de que Jeremias sempre disse a verdade. A
partir de então tentará seguir o bom caminho. Joaquim vai se apaixonar no
cativeiro pela jovem serva Edissa, enfrentando a oposição de sua mãe, Neusta.

Joaquim (1ª fase)

Henrique Filgueiras

Rei Joaquim faz o que é mal aos olhos do Senhor, sem nem se dar conta disso. Somente após conhecer Daniel e conviver com ele, entenderá sobre a fé verdadeira e se dará conta de que Jeremias sempre disse a verdade. A partir de então tentará seguir o bom caminho. Joaquim vai se apaixonar no cativeiro pela jovem serva Edissa, enfrentando a oposição de sua mãe, Neusta.
Joaquim (Henrique Filgueiras): Rei Joaquim faz o que é mal aos olhos do Senhor, sem nem se dar conta disso. Somente após conhecer Daniel e conviver com ele, entenderá sobre a fé verdadeira e se dará conta de que Jeremias sempre disse a verdade. A partir de então tentará seguir o bom caminho. Joaquim vai se apaixonar no cativeiro pela jovem serva Edissa, enfrentando a oposição de sua mãe, Neusta.

Joaquim

Henrique Filgueiras

Rei Joaquim faz o que é mal aos olhos do Senhor, sem nem se dar conta disso. Somente após conhecer Daniel e conviver com ele, entenderá sobre a fé verdadeira e se dará conta de que Jeremias sempre disse a verdade. A partir de então tentará seguir o bom caminho. Joaquim vai se apaixonar no cativeiro pela jovem serva Edissa, enfrentando a oposição de sua mãe, Neusta.
Kassaia (1ª fase) (Luisa Gonzalés): Dócil e ingênua. Com pais tão distantes e atribulados com o poder, 
Kassaia não recebe  atenção e carinho que uma jovem tão sensível 
necessita.  Ela se volta para seu mundo próprio,  cheio de sonhos e 
fantasias, distante de ambições e disputas tão importantes para os 
outros, mas indiferentes para ela. Ela conta com o afeto e cumplicidade 
de seu irmão mais velho, Evil-Merodaque, de temperamento mais parecido 
com o seu. Kassaia se encanta com as histórias de Daniel, tanto quanto 
se encanta com as histórias de seus deuses.

Kassaia (1ª fase)

Luisa Gonzalés

Dócil e ingênua. Com pais tão distantes e atribulados com o poder, Kassaia não recebe  atenção e carinho que uma jovem tão sensível necessita.  Ela se volta para seu mundo próprio,  cheio de sonhos e fantasias, distante de ambições e disputas tão importantes para os outros, mas indiferentes para ela. Ela conta com o afeto e cumplicidade de seu irmão mais velho, Evil-Merodaque, de temperamento mais parecido com o seu. Kassaia se encanta com as histórias de Daniel, tanto quanto se encanta com as histórias de seus deuses.
Kassaia (Pérola Faria): Dócil e ingênua. Com pais tão distantes e atribulados com o poder, Kassaia não recebe  atenção e carinho que uma jovem tão sensível necessita.  Ela se volta para seu mundo próprio,  cheio de sonhos e fantasias, distante de ambições e disputas tão importantes para os outros, mas indiferentes para ela. Ela conta com o afeto e cumplicidade de seu irmão mais velho, Evil-Merodaque, de temperamento mais parecido com o seu. Kassaia se encanta com as histórias de Daniel, tanto quanto se encanta com as histórias de seus deuses.

Kassaia

Pérola Faria

Dócil e ingênua. Com pais tão distantes e atribulados com o poder, Kassaia não recebe  atenção e carinho que uma jovem tão sensível necessita.  Ela se volta para seu mundo próprio,  cheio de sonhos e fantasias, distante de ambições e disputas tão importantes para os outros, mas indiferentes para ela. Ela conta com o afeto e cumplicidade de seu irmão mais velho, Evil-Merodaque, de temperamento mais parecido com o seu. Kassaia se encanta com as histórias de Daniel, tanto quanto se encanta com as histórias de seus deuses.
Larsa (Ricardo Martins): Servo de Beroso. Feitor de escravos. Homem cruel e violento.

Larsa

Ricardo Martins

Servo de Beroso. Feitor de escravos. Homem cruel e violento.
Lia (Tammy Di Calafiori): 

Jovem tímida, muito traumatizada pela perda de sua
família e de seu país. Lia é como um animalzinho assustado, que se defende de
tudo e de todos, sem saber em quem confiar. Extremamente acuada com o
ambiente idólatra em que foi jogada, fecha-se buscando força no Deus único. Demora
a compreender Daniel porque ele parece colaborar com o tirano Nabucodonosor.
Depois de ver as atitudes do rapaz e perceber que sua fé é verdadeira, ela abre
um pouco a guarda e começa a admirá-lo profundamente.

Lia

Tammy Di Calafiori

Jovem tímida, muito traumatizada pela perda de sua família e de seu país. Lia é como um animalzinho assustado, que se defende de tudo e de todos, sem saber em quem confiar. Extremamente acuada com o ambiente idólatra em que foi jogada, fecha-se buscando força no Deus único. Demora a compreender Daniel porque ele parece colaborar com o tirano Nabucodonosor. Depois de ver as atitudes do rapaz e perceber que sua fé é verdadeira, ela abre um pouco a guarda e começa a admirá-lo profundamente.
Lior (Eduardo Mello): Lior é órfão, sozinho desde que se entende por gente, e aprendeu a se virar. Endurecido pela vida, não confia em ninguém e se aproveita das situações para sobreviver. Sua admiração por Asher e as correções e lições que recebe farão com que se torne uma pessoa melhor, mas sem nunca perder o jeito malandro.

Lior

Eduardo Mello

Lior é órfão, sozinho desde que se entende por gente, e aprendeu a se virar. Endurecido pela vida, não confia em ninguém e se aproveita das situações para sobreviver. Sua admiração por Asher e as correções e lições que recebe farão com que se torne uma pessoa melhor, mas sem nunca perder o jeito malandro.
Madai (João Velho): Madai é o filho de um servo antigo e muito querido de Nabucodonosor, Aliatis. Depois de muitos anos distante, os dois retornam à Babilônia para continuar prestando seus serviços ao rei.

Madai

João Velho

Madai é o filho de um servo antigo e muito querido de Nabucodonosor, Aliatis. Depois de muitos anos distante, os dois retornam à Babilônia para continuar prestando seus serviços ao rei.
Malca (Mariza Marchetti): Jovem e ingênua,
ela casa na ilusão de ser amada. Mas a indiferença de Zac a faz mergulhar em
profunda tristeza que só aumenta quando não consegue dar filhos ao marido. No
desespero, procura curandeiras e ora aos deuses babilônicos. 

Malca

Mariza Marchetti

Jovem e ingênua, ela casa na ilusão de ser amada. Mas a indiferença de Zac a faz mergulhar em profunda tristeza que só aumenta quando não consegue dar filhos ao marido. No desespero, procura curandeiras e ora aos deuses babilônicos. 
Marta (Clara Garcia): 

Esposa e mãe
dedicada e carinhosa, cria a filha Joana com todo amor na fé do Deus de Israel.

Marta

Clara Garcia

Esposa e mãe dedicada e carinhosa, cria a filha Joana com todo amor na fé do Deus de Israel.
Matias (Fernando Sampaio): 

Matias é um bom rapaz. Vai trabalhar como escriba no
palácio babilônico e se apaixona pela bela Kassaia. Envolve-se levianamente com
Gadise, que nutre amor sincero por ele.

Matias

Fernando Sampaio

Matias é um bom rapaz. Vai trabalhar como escriba no palácio babilônico e se apaixona pela bela Kassaia. Envolve-se levianamente com Gadise, que nutre amor sincero por ele.
Micáias (Bernardo Mesquita): Acompanha seu tio Aicão e seu primo Gedalias na defesa de Jeremias.

Micáias

Bernardo Mesquita

Acompanha seu tio Aicão e seu primo Gedalias na defesa de Jeremias.
Misael/Mesaque (Sacha Bali): Mesaque é o nome babilônico de Misael. A comida sempre foi farta em sua casa e ele tem propensão a comer demais. A gula fez Mesaque desenvolver um paladar apurado, sabendo reconhecer sabores e odores com precisão. Na Babilônia, graças a seu paladar apurado e uma leve hipocondria, ele torna-se profundo conhecedor de ervas, iguarias, poções e remédios. Mesaque se torna perito nas artes medicinais, impressionando o rei babilônico e os amigos hebreus.

Misael/Mesaque

Sacha Bali

Mesaque é o nome babilônico de Misael. A comida sempre foi farta em sua casa e ele tem propensão a comer demais. A gula fez Mesaque desenvolver um paladar apurado, sabendo reconhecer sabores e odores com precisão. Na Babilônia, graças a seu paladar apurado e uma leve hipocondria, ele torna-se profundo conhecedor de ervas, iguarias, poções e remédios. Mesaque se torna perito nas artes medicinais, impressionando o rei babilônico e os amigos hebreus.
Nabonido (1ª fase) (Matheus Costa): 

Nabonido é frágil, fraco e inseguro. Dominado pela mãe
na infância, ele encontra em Nitócris a mulher que repetirá esse tipo de
relação que o faz se sentir seguro. Sem gosto algum pelo poder, após assumir o
trono se afasta para se dedicar ao culto da deusa da Lua em outra cidade,
deixando o comando do reino nas mãos de seu filho e Nitócris.

Nabonido (1ª fase)

Matheus Costa

Nabonido é frágil, fraco e inseguro. Dominado pela mãe na infância, ele encontra em Nitócris a mulher que repetirá esse tipo de relação que o faz se sentir seguro. Sem gosto algum pelo poder, após assumir o trono se afasta para se dedicar ao culto da deusa da Lua em outra cidade, deixando o comando do reino nas mãos de seu filho e Nitócris.
Nabonido (Augusto Garcia): Nabonido é frágil, fraco e inseguro. Dominado pela mãe
na infância, ele encontra em Nitócris a mulher que repetirá esse tipo de
relação que o faz se sentir seguro. Sem gosto algum pelo poder, após assumir o
trono se afasta para se dedicar ao culto da deusa da Lua em outra cidade,
deixando o comando do reino nas mãos de seu filho e Nitócris.

Nabonido

Augusto Garcia

Nabonido é frágil, fraco e inseguro. Dominado pela mãe na infância, ele encontra em Nitócris a mulher que repetirá esse tipo de relação que o faz se sentir seguro. Sem gosto algum pelo poder, após assumir o trono se afasta para se dedicar ao culto da deusa da Lua em outra cidade, deixando o comando do reino nas mãos de seu filho e Nitócris.
Nabucodonosor (Heitor Martinez): Nabucodonosor assume o trono após a morte do pai e, ao longo de seu reinado de quarenta anos, transforma Babilônia na cidade mais rica e poderosa de seu tempo. Nabucodonosor é a figura do poder quase em estado bruto. Ele foi criado e treinado para reinar com força absoluta. Sua inteligência é tão grande quanto sua crueldade. Nenhuma vida é mais importante que seus interesses e desejos. O fato é que ele tem por hábito e aprendizado não confiar em ninguém. O enfrentamento de Nabucodonosor ao Deus de Abraão é, também, um enfrentamento da sua própria personalidade egocêntrica e arrogante com uma realidade que escapa ao seu controle absoluto.

Nabucodonosor

Heitor Martinez

Nabucodonosor assume o trono após a morte do pai e, ao longo de seu reinado de quarenta anos, transforma Babilônia na cidade mais rica e poderosa de seu tempo. Nabucodonosor é a figura do poder quase em estado bruto. Ele foi criado e treinado para reinar com força absoluta. Sua inteligência é tão grande quanto sua crueldade. Nenhuma vida é mais importante que seus interesses e desejos. O fato é que ele tem por hábito e aprendizado não confiar em ninguém. O enfrentamento de Nabucodonosor ao Deus de Abraão é, também, um enfrentamento da sua própria personalidade egocêntrica e arrogante com uma realidade que escapa ao seu controle absoluto.
Namnu (Fran Fischer): Além de atender Nitócris, sua senhora, Namnu tem a difícil tarefa de cuidar do pequeno e insuportável príncipe, Belsazar.

Namnu

Fran Fischer

Além de atender Nitócris, sua senhora, Namnu tem a difícil tarefa de cuidar do pequeno e insuportável príncipe, Belsazar.
Naomi (Karen Marinho): Nobre órfã que é levada a Babilônia com sua prima Lia. Naomi passou por um trauma gigantesco ao presenciar a morte de seus familiares e desenvolveu o transtorno de síndrome do pânico. Se tornou medrosa de tudo e de todos. Lia tenta ajudá-la, mas nem sempre pode estar presente. Ao ser designada como serva do palácio, ela se torna ainda mais retraída. Abednego ajudará Naomi a superar esse trauma e os dois vivem uma linda história de amor e superação.

Naomi

Karen Marinho

Nobre órfã que é levada a Babilônia com sua prima Lia. Naomi passou por um trauma gigantesco ao presenciar a morte de seus familiares e desenvolveu o transtorno de síndrome do pânico. Se tornou medrosa de tudo e de todos. Lia tenta ajudá-la, mas nem sempre pode estar presente. Ao ser designada como serva do palácio, ela se torna ainda mais retraída. Abednego ajudará Naomi a superar esse trauma e os dois vivem uma linda história de amor e superação.
Nebuzaradã (1ª fase) (Bruno Daltro): Filho de mãe caldeia com pai hebreu. Após a morte de sua mãe, foi 
deixado ainda bem pequeno aos cuidados do avô caldeu. Nebuzaradã se 
dedica desde cedo ao aprendizado do uso das armas e se torna exímio 
arqueiro, logo ingressando nas forças babilônicas. Na Batalha de 
Carquemis, ao salvar a vida do Rei Nabucodonosor, ele dá o primeiro 
passo em direção à sua ascensão na corte. Um vilão manipulador, amoral, 
inteligente e estrategista. Almeja o poder absoluto e admira 
profundamente o rei, espelhando-se no soberano. Sádico e devasso, ele 
não se apega a mulher alguma. Isso muda quando Sammu-Ramat o envolve. 
Ela é sua alma gêmea em termos de ambição pelo poder, amoralidade e 
falta de escrúpulos.

Nebuzaradã (1ª fase)

Bruno Daltro

Filho de mãe caldeia com pai hebreu. Após a morte de sua mãe, foi deixado ainda bem pequeno aos cuidados do avô caldeu. Nebuzaradã se dedica desde cedo ao aprendizado do uso das armas e se torna exímio arqueiro, logo ingressando nas forças babilônicas. Na Batalha de Carquemis, ao salvar a vida do Rei Nabucodonosor, ele dá o primeiro passo em direção à sua ascensão na corte. Um vilão manipulador, amoral, inteligente e estrategista. Almeja o poder absoluto e admira profundamente o rei, espelhando-se no soberano. Sádico e devasso, ele não se apega a mulher alguma. Isso muda quando Sammu-Ramat o envolve. Ela é sua alma gêmea em termos de ambição pelo poder, amoralidade e falta de escrúpulos.
Nebuzaradã (Ângelo Paes Leme): Filho de mãe caldeia com pai hebreu. Após a morte de sua mãe, foi 
deixado ainda bem pequeno aos cuidados do avô caldeu. Nebuzaradã se 
dedica desde cedo ao aprendizado do uso das armas e se torna exímio 
arqueiro, logo ingressando nas forças babilônicas. Na Batalha de 
Carquemis, ao salvar a vida do Rei Nabucodonosor, ele dá o primeiro 
passo em direção à sua ascensão na corte. Um vilão manipulador, amoral, 
inteligente e estrategista. Almeja o poder absoluto e admira 
profundamente o rei, espelhando-se no soberano. Sádico e devasso, ele 
não se apega a mulher alguma. Isso muda quando Sammu-Ramat o envolve. 
Ela é sua alma gêmea em termos de ambição pelo poder, amoralidade e 
falta de escrúpulos.

Nebuzaradã

Ângelo Paes Leme

Filho de mãe caldeia com pai hebreu. Após a morte de sua mãe, foi deixado ainda bem pequeno aos cuidados do avô caldeu. Nebuzaradã se dedica desde cedo ao aprendizado do uso das armas e se torna exímio arqueiro, logo ingressando nas forças babilônicas. Na Batalha de Carquemis, ao salvar a vida do Rei Nabucodonosor, ele dá o primeiro passo em direção à sua ascensão na corte. Um vilão manipulador, amoral, inteligente e estrategista. Almeja o poder absoluto e admira profundamente o rei, espelhando-se no soberano. Sádico e devasso, ele não se apega a mulher alguma. Isso muda quando Sammu-Ramat o envolve. Ela é sua alma gêmea em termos de ambição pelo poder, amoralidade e falta de escrúpulos.
Neusta (Vera Zimmernann): 

Mulher fútil e deslumbrada com o luxo. Não age por
maldade, mas por pura mesquinharia e egoísmo. Mente estreita e espírito
pequeno. Neusta não aceita a posição de “cativa” e continua com toda pompa a
que acha ter direito. Sonha que seu filho case com uma nobre, de preferência
princesa de algum reino poderoso e não aceita quando Joaquim se interessa por uma discreta e simples serva.

Neusta

Vera Zimmernann

Mulher fútil e deslumbrada com o luxo. Não age por maldade, mas por pura mesquinharia e egoísmo. Mente estreita e espírito pequeno. Neusta não aceita a posição de “cativa” e continua com toda pompa a que acha ter direito. Sonha que seu filho case com uma nobre, de preferência princesa de algum reino poderoso e não aceita quando Joaquim se interessa por uma discreta e simples serva.
Nicolau (Raphael Montagner): 

Irmão mais novo de Zac, considerado o burro da
família. Nicolau sempre é o último a entender a piada. Ele vai dividir-se entre
trabalhar na forja com Absalom, nos comércios de Tamir e Shamir, e com Zac, que
se torna grande fornecedor de produtos para o Palácio Real e os Templos da
Babilônia. Na verdade, os irmãos vão jogando-o um para o outro quando perdem a
paciência com suas burradas.

Nicolau

Raphael Montagner

Irmão mais novo de Zac, considerado o burro da família. Nicolau sempre é o último a entender a piada. Ele vai dividir-se entre trabalhar na forja com Absalom, nos comércios de Tamir e Shamir, e com Zac, que se torna grande fornecedor de produtos para o Palácio Real e os Templos da Babilônia. Na verdade, os irmãos vão jogando-o um para o outro quando perdem a paciência com suas burradas.
Nitócris (1ª fase) (Débora Ozório): Egoísta, mimada, temperamento forte, Nitócris tem personalidade muito 
semelhante a do pai, sem, no entanto, possuir a mesma sagacidade e 
inteligência. Torna-se uma jovem arrogante, com ambição desmedida por 
luxo e riqueza e amor pelo poder. Excessivamente preocupada em se manter
 bela e jovem, busca sempre produtos e “magias” capazes de conservá-la. 
Vaidosa, vive a oferecer agrados para a deusa Ishtar para que a mantenha
 sempre bela e jovem. Nitócris mente e trapaceia com naturalidade. 
Invejosa, é capaz de pequenas e grandes crueldades.

Nitócris (1ª fase)

Débora Ozório

Egoísta, mimada, temperamento forte, Nitócris tem personalidade muito semelhante a do pai, sem, no entanto, possuir a mesma sagacidade e inteligência. Torna-se uma jovem arrogante, com ambição desmedida por luxo e riqueza e amor pelo poder. Excessivamente preocupada em se manter bela e jovem, busca sempre produtos e “magias” capazes de conservá-la. Vaidosa, vive a oferecer agrados para a deusa Ishtar para que a mantenha sempre bela e jovem. Nitócris mente e trapaceia com naturalidade. Invejosa, é capaz de pequenas e grandes crueldades.
Nitócris (Sthefany Brito): Egoísta, mimada, temperamento forte, Nitócris tem personalidade muito semelhante a do pai, sem, no entanto, possuir a mesma sagacidade e inteligência. Torna-se uma jovem arrogante, com ambição desmedida por luxo e riqueza e amor pelo poder. Excessivamente preocupada em se manter bela e jovem, busca sempre produtos e “magias” capazes de conservá-la. Vaidosa, vive a oferecer agrados para a deusa Ishtar para que a mantenha sempre bela e jovem. Nitócris mente e trapaceia com naturalidade. Invejosa, é capaz de pequenas e grandes crueldades.

Nitócris

Sthefany Brito

Egoísta, mimada, temperamento forte, Nitócris tem personalidade muito semelhante a do pai, sem, no entanto, possuir a mesma sagacidade e inteligência. Torna-se uma jovem arrogante, com ambição desmedida por luxo e riqueza e amor pelo poder. Excessivamente preocupada em se manter bela e jovem, busca sempre produtos e “magias” capazes de conservá-la. Vaidosa, vive a oferecer agrados para a deusa Ishtar para que a mantenha sempre bela e jovem. Nitócris mente e trapaceia com naturalidade. Invejosa, é capaz de pequenas e grandes crueldades.
Obadias (Braulio Motta):

Obadias

Braulio Motta

Oziel (Saulo Meneghetti): 

Fiel servo do Sacerdote Fassur, executa todas suas
ordens sem questionar. De tanto ouvir seu mestre dizer que mulheres são a
semente do mal, passará a temê-las.

Oziel

Saulo Meneghetti

Fiel servo do Sacerdote Fassur, executa todas suas ordens sem questionar. De tanto ouvir seu mestre dizer que mulheres são a semente do mal, passará a temê-las.
Rabe-Sáris (Gustavo Leão): 

Rabe-Sáris sonha em seguir seu meio irmão e partir
para a Babilônia. Deseja ser soldado e tem o perfil para isso: é um seguidor,
não um líder. Ingressará no exército babilônico e será fiel cúmplice de
Nebuzaradã, chefe da guarda, sem nunca retrucar ou questionar o que lhe é
pedido.

Rabe-Sáris

Gustavo Leão

Rabe-Sáris sonha em seguir seu meio irmão e partir para a Babilônia. Deseja ser soldado e tem o perfil para isso: é um seguidor, não um líder. Ingressará no exército babilônico e será fiel cúmplice de Nebuzaradã, chefe da guarda, sem nunca retrucar ou questionar o que lhe é pedido.
Raquel (Paula Jubé): Raquel, como a irmã, é levada como cativa para a Babilônia e se torna serva da princesa Shamiran. Ela logo se encanta com Mesaque e ele por ela. Raquel come tanto quanto ele, mas, depois de um tempo, sente a pressão ao seu redor, naquele ambiente onde as aparências são tão importantes e adoece desenvolvendo bulimia. Antes alegre e saudável, Raquel vai se tornando irritadiça e obcecada com sua aparência. Isso afeta seu relacionamento com Mesaque. 

Raquel

Paula Jubé

Raquel, como a irmã, é levada como cativa para a Babilônia e se torna serva da princesa Shamiran. Ela logo se encanta com Mesaque e ele por ela. Raquel come tanto quanto ele, mas, depois de um tempo, sente a pressão ao seu redor, naquele ambiente onde as aparências são tão importantes e adoece desenvolvendo bulimia. Antes alegre e saudável, Raquel vai se tornando irritadiça e obcecada com sua aparência. Isso afeta seu relacionamento com Mesaque. 
Ravina (Marcos Breda): 

Ravina é um homem honesto, de fortes convicções e de
muita fé. Pai e marido amoroso, dedicado. Homem estudado e culto, decide
escrever a história de seu povo para que ela nunca se perca ou seja esquecida.
Ravina quer que o povo refaça o caminho de volta a Deus e a Suas Leis. Trabalha
junto aos exilados em oposição a outros que seguem a linha de Fassur. Ele e sua
família acolhem Joana quando ela chega à Babilônia, enfrentando com isso a
perseguição de Fassur.

Ravina

Marcos Breda

Ravina é um homem honesto, de fortes convicções e de muita fé. Pai e marido amoroso, dedicado. Homem estudado e culto, decide escrever a história de seu povo para que ela nunca se perca ou seja esquecida. Ravina quer que o povo refaça o caminho de volta a Deus e a Suas Leis. Trabalha junto aos exilados em oposição a outros que seguem a linha de Fassur. Ele e sua família acolhem Joana quando ela chega à Babilônia, enfrentando com isso a perseguição de Fassur.
Rebeca (Bruna Pazinato): 

Rebeca é alegre e cheia de vida. Adora cantar e
dançar. Possui um coração generoso, mas é do tipo esquentada, que não leva
desaforo para casa. Muito curiosa, seus pais têm que frear sua empolgação com o
novo mundo que encontram na Babilônia. Mas Rebeca é uma moça inteligente, que
quer apenas saber mais sobre tudo e todos. Deus é sua base e sua alegria. Inicialmente
desdenha do interesse de Hurzabum por ela, mas a paixão pela música os
aproximará.

Rebeca

Bruna Pazinato

Rebeca é alegre e cheia de vida. Adora cantar e dançar. Possui um coração generoso, mas é do tipo esquentada, que não leva desaforo para casa. Muito curiosa, seus pais têm que frear sua empolgação com o novo mundo que encontram na Babilônia. Mas Rebeca é uma moça inteligente, que quer apenas saber mais sobre tudo e todos. Deus é sua base e sua alegria. Inicialmente desdenha do interesse de Hurzabum por ela, mas a paixão pela música os aproximará.
Samira (Giselle Batista): 

Talita e Samira são gêmeas.  Samira é calma, dissimulada e irônica, o que
costuma tirar Talita dos pinos. Elas entram no jogo de disputas dos maridos,
com os quais também costumam brigar. Samira talvez pareça mesmo uma cobra, como
sua irmã gosta de afirmar. É matreira e astuciosa. Dada a intrigas e fofocas.
Apesar da natureza hipócrita, não é má pessoa. Sua malícia é direcionada apenas
para se sentir superior, não para fazer o mal aos outros.

Samira

Giselle Batista

Talita e Samira são gêmeas.  Samira é calma, dissimulada e irônica, o que costuma tirar Talita dos pinos. Elas entram no jogo de disputas dos maridos, com os quais também costumam brigar. Samira talvez pareça mesmo uma cobra, como sua irmã gosta de afirmar. É matreira e astuciosa. Dada a intrigas e fofocas. Apesar da natureza hipócrita, não é má pessoa. Sua malícia é direcionada apenas para se sentir superior, não para fazer o mal aos outros.
Sammu-Ramat (1ª fase) (Julia Megessi): Sammu-Ramat nasceu na miséria e teve uma infância paupérrima. Ao tentar 
roubar moedas do jovem Neburazadã, é surpreendida e, ao ser poupada, 
apaixona-se pelo guerreiro. Seu grande objetivo a partir desse momento é
 conquistar o coração do rapaz, custe o que custar. Ao longo dos anos, 
Sammu-Ramat não abandona seu sonho de ser tornar uma grande sacerdotisa.
 Ela sabe que este é o único caminho possível para ascender socialmente e
 se aproximar de seu amor. Dona de uma inteligência tão febril quanto 
sua perversidade, Sammu-Ramat adquire vasto conhecimento nas ciências 
das ervas e rituais a deuses. Ela não hesitará em usar todo esse poder e
 conhecimento para eliminar seus inimigos.

Sammu-Ramat (1ª fase)

Julia Megessi

Sammu-Ramat nasceu na miséria e teve uma infância paupérrima. Ao tentar roubar moedas do jovem Neburazadã, é surpreendida e, ao ser poupada, apaixona-se pelo guerreiro. Seu grande objetivo a partir desse momento é conquistar o coração do rapaz, custe o que custar. Ao longo dos anos, Sammu-Ramat não abandona seu sonho de ser tornar uma grande sacerdotisa. Ela sabe que este é o único caminho possível para ascender socialmente e se aproximar de seu amor. Dona de uma inteligência tão febril quanto sua perversidade, Sammu-Ramat adquire vasto conhecimento nas ciências das ervas e rituais a deuses. Ela não hesitará em usar todo esse poder e conhecimento para eliminar seus inimigos.
Sammu-Ramat (Christine Fernandes): Sammu-Ramat nasceu na miséria e teve uma infância paupérrima. Ao tentar roubar moedas do jovem Neburazadã, é surpreendida e, ao ser poupada, apaixona-se pelo guerreiro. Seu grande objetivo a partir desse momento é conquistar o coração do rapaz, custe o que custar. Ao longo dos anos, Sammu-Ramat não abandona seu sonho de ser tornar uma grande sacerdotisa. Ela sabe que este é o único caminho possível para ascender socialmente e se aproximar de seu amor. Dona de uma inteligência tão febril quanto sua perversidade, Sammu-Ramat adquire vasto conhecimento nas ciências das ervas e rituais a deuses. Ela não hesitará em usar todo esse poder e conhecimento para eliminar seus inimigos.

Sammu-Ramat

Christine Fernandes

Sammu-Ramat nasceu na miséria e teve uma infância paupérrima. Ao tentar roubar moedas do jovem Neburazadã, é surpreendida e, ao ser poupada, apaixona-se pelo guerreiro. Seu grande objetivo a partir desse momento é conquistar o coração do rapaz, custe o que custar. Ao longo dos anos, Sammu-Ramat não abandona seu sonho de ser tornar uma grande sacerdotisa. Ela sabe que este é o único caminho possível para ascender socialmente e se aproximar de seu amor. Dona de uma inteligência tão febril quanto sua perversidade, Sammu-Ramat adquire vasto conhecimento nas ciências das ervas e rituais a deuses. Ela não hesitará em usar todo esse poder e conhecimento para eliminar seus inimigos.
Shag-Shag (Cássia Linhares): A adivinha Shag-Shag passou a vida se virando como podia. Alcoólatra, nunca foi uma mãe exemplar, mas ama profundamente seu filho, Hurzabum. Com muita lábia e vivência, convence com certa facilidade os incautos de seus poderes de adivinhação e receitas de superstição. Shag-Shag não tem nada de boba. É uma mulher com experiência de vida e sabedoria “das ruas”. Usa os homens quando lhe dão a oportunidade. Está sempre na Casa da Lua em busca de uma bebida ou clientes, onde tem uma mesa cativa.

Shag-Shag

Cássia Linhares

A adivinha Shag-Shag passou a vida se virando como podia. Alcoólatra, nunca foi uma mãe exemplar, mas ama profundamente seu filho, Hurzabum. Com muita lábia e vivência, convence com certa facilidade os incautos de seus poderes de adivinhação e receitas de superstição. Shag-Shag não tem nada de boba. É uma mulher com experiência de vida e sabedoria “das ruas”. Usa os homens quando lhe dão a oportunidade. Está sempre na Casa da Lua em busca de uma bebida ou clientes, onde tem uma mesa cativa.
Shamir (Renato Rabelo): 

Diferente de Tamir, Shamir enxerga muito bem, seus
olhos estão sempre atentos ao movimento da rua do comércio, mas sua audição
sempre foi debilitada. Orgulhoso, tenta esconder a deficiência e constantemente
entende frases erradas, criando diversas confusões. Shamir se aproveita da miopia
de Tamir para executar pequenas sabotagens na barraca do irmão. Apesar de todas
as brigas e disputas, não será uma relação de ódio. Estes irmãos se amam, embora
possuam um jeito muito particular e torto de demonstrar.

Shamir

Renato Rabelo

Diferente de Tamir, Shamir enxerga muito bem, seus olhos estão sempre atentos ao movimento da rua do comércio, mas sua audição sempre foi debilitada. Orgulhoso, tenta esconder a deficiência e constantemente entende frases erradas, criando diversas confusões. Shamir se aproveita da miopia de Tamir para executar pequenas sabotagens na barraca do irmão. Apesar de todas as brigas e disputas, não será uma relação de ódio. Estes irmãos se amam, embora possuam um jeito muito particular e torto de demonstrar.
Shamiran (Gabriela Moreyra): Shamiran é uma menina assustada, levada de suas terras para se casar com um príncipe distante. Mas ela suprime seu temor tentando se mostrar sempre altiva e educada. Shamiran sente repulsa ao conhecer seu futuro marido, Evil-Merodaque. Em parte por ter sido obrigada a se casar, em parte por achar o pretendente um tanto frágil. Ao ouvir as histórias de Nabucodonosor, esperava um descendente mais vigoroso e decidido.

Shamiran

Gabriela Moreyra

Shamiran é uma menina assustada, levada de suas terras para se casar com um príncipe distante. Mas ela suprime seu temor tentando se mostrar sempre altiva e educada. Shamiran sente repulsa ao conhecer seu futuro marido, Evil-Merodaque. Em parte por ter sido obrigada a se casar, em parte por achar o pretendente um tanto frágil. Ao ouvir as histórias de Nabucodonosor, esperava um descendente mais vigoroso e decidido.
Talita (Michelle Batista): 

Samira e Talita são gêmeas. Talita é transparente,
nervosa, perdendo facilmente o controle. Seu sangue ferve ao descobrir as armações
da irmã, o que a faz promover os maiores fuzuês na rua do comércio. Apesar dos
altos e baixos emocionais, Talita é uma mulher amorosa e de bom coração. Gasta
a maior parte do tempo tramando e reclamando de Samira, mas é incapaz de fazer
mal a alguém.

Talita

Michelle Batista

Samira e Talita são gêmeas. Talita é transparente, nervosa, perdendo facilmente o controle. Seu sangue ferve ao descobrir as armações da irmã, o que a faz promover os maiores fuzuês na rua do comércio. Apesar dos altos e baixos emocionais, Talita é uma mulher amorosa e de bom coração. Gasta a maior parte do tempo tramando e reclamando de Samira, mas é incapaz de fazer mal a alguém.
Tamir (Anderson Müller): 

Tamir e Shamir são a sombra um do outro desde sempre,
em eterna disputa pelo melhor lugar ao sol. O fato é que, por mais que briguem,
estão sempre grudados. Nesta dinâmica, começam a fabricar ídolos de pedra e,
quando chegam à Babilônia, entram no comércio da cidade. Claro que suas lojas
são frente à frente. Tamir é míope, Shamir é meio surdo, e se casarão com
gêmeas. A miopia de Tamir rende situações inusitadas. Ele finge que vê bem, mas
não consegue diferenciar sua esposa da esposa do irmão. Toda raiva e disputa
com Shamir desaparecem assim que surge uma situação realmente difícil. Nesses
momentos, a solidariedade e o carinho fraternal os une.

Tamir

Anderson Müller

Tamir e Shamir são a sombra um do outro desde sempre, em eterna disputa pelo melhor lugar ao sol. O fato é que, por mais que briguem, estão sempre grudados. Nesta dinâmica, começam a fabricar ídolos de pedra e, quando chegam à Babilônia, entram no comércio da cidade. Claro que suas lojas são frente à frente. Tamir é míope, Shamir é meio surdo, e se casarão com gêmeas. A miopia de Tamir rende situações inusitadas. Ele finge que vê bem, mas não consegue diferenciar sua esposa da esposa do irmão. Toda raiva e disputa com Shamir desaparecem assim que surge uma situação realmente difícil. Nesses momentos, a solidariedade e o carinho fraternal os une.
Uriel (Ernesto Piccolo): Pai de Asher, Uriel é criador de cabras. É um homem temente a Deus que se esforça em passar aos filhos os conhecimentos de seu povo e as Leis de Moisés. Uriel protege sua família com excesso de zelo. Quando se endivida por causa dos altos impostos cobrados pelo Rei Eliaquim, esconde o quanto pode de seus familiares.

Uriel

Ernesto Piccolo

Pai de Asher, Uriel é criador de cabras. É um homem temente a Deus que se esforça em passar aos filhos os conhecimentos de seu povo e as Leis de Moisés. Uriel protege sua família com excesso de zelo. Quando se endivida por causa dos altos impostos cobrados pelo Rei Eliaquim, esconde o quanto pode de seus familiares.
Zabaia (Cesar Pezzuoli): Homem mesquinho, egoísta, sem escrúpulos. Pouco depois de ficar viúvo, vende a filha pelo lucro. Incapaz de se apegar emocionalmente a alguém.

Zabaia

Cesar Pezzuoli

Homem mesquinho, egoísta, sem escrúpulos. Pouco depois de ficar viúvo, vende a filha pelo lucro. Incapaz de se apegar emocionalmente a alguém.
Zac (1ª fase) (Gabriel Felipe): 

Zac é o filho mais velho do segundo casamento de Chaim
e sofre as cobranças dessa posição. Não se sente à altura das exigências do
pai, a quem teme tanto quanto ama. Zac está sempre em busca da aprovação do
patriarca, que nunca chega. É inseguro e bem menos valente do que procura aparentar.
Seus irmãos, Rabe-Sáris e Absalom correspondem muito mais às expectativas de Chaim,
fazendo-o sentir-se um fraco. Mas ele não deixa que essa fraqueza e insegurança
sejam vistas ou percebidas facilmente. Apenas aqueles que o conhecem mais
profundamente sabem ou intuem seus conflitos internos. Esse “fracasso
emocional” de Zac em busca do amor e aprovação do pai é o primeiro peso
colocado em seu coração.

Zac (1ª fase)

Gabriel Felipe

Zac é o filho mais velho do segundo casamento de Chaim e sofre as cobranças dessa posição. Não se sente à altura das exigências do pai, a quem teme tanto quanto ama. Zac está sempre em busca da aprovação do patriarca, que nunca chega. É inseguro e bem menos valente do que procura aparentar. Seus irmãos, Rabe-Sáris e Absalom correspondem muito mais às expectativas de Chaim, fazendo-o sentir-se um fraco. Mas ele não deixa que essa fraqueza e insegurança sejam vistas ou percebidas facilmente. Apenas aqueles que o conhecem mais profundamente sabem ou intuem seus conflitos internos. Esse “fracasso emocional” de Zac em busca do amor e aprovação do pai é o primeiro peso colocado em seu coração.
Zac (Igor Rickli): Zac é o filho mais velho do segundo casamento de Chaim
e sofre as cobranças dessa posição. Não se sente à altura das exigências do
pai, a quem teme tanto quanto ama. Zac está sempre em busca da aprovação do
patriarca, que nunca chega. É inseguro e bem menos valente do que procura aparentar.
Seus irmãos, Rabe-Sáris e Absalom correspondem muito mais às expectativas de Chaim,
fazendo-o sentir-se um fraco. Mas ele não deixa que essa fraqueza e insegurança
sejam vistas ou percebidas facilmente. Apenas aqueles que o conhecem mais
profundamente sabem ou intuem seus conflitos internos. Esse “fracasso
emocional” de Zac em busca do amor e aprovação do pai é o primeiro peso
colocado em seu coração.

Zac

Igor Rickli

Zac é o filho mais velho do segundo casamento de Chaim e sofre as cobranças dessa posição. Não se sente à altura das exigências do pai, a quem teme tanto quanto ama. Zac está sempre em busca da aprovação do patriarca, que nunca chega. É inseguro e bem menos valente do que procura aparentar. Seus irmãos, Rabe-Sáris e Absalom correspondem muito mais às expectativas de Chaim, fazendo-o sentir-se um fraco. Mas ele não deixa que essa fraqueza e insegurança sejam vistas ou percebidas facilmente. Apenas aqueles que o conhecem mais profundamente sabem ou intuem seus conflitos internos. Esse “fracasso emocional” de Zac em busca do amor e aprovação do pai é o primeiro peso colocado em seu coração.
Zadoque (Paulo Figueiredo): 

Homem de muita fé, se
opõe a Fassur constantemente. Saudoso das reformas feitas pelo rei Josias, vê
com tristeza o que governantes e sacerdotes se tornaram. Zadoque é um homem
generoso, buscando sempre solução pacífica para os conflitos. Ele tem
experiência suficiente, conhece os riscos que corre ao enfrentar pessoas
poderosas e sem escrúpulos, e age da maneira mais racional possível. Pai e avô
amoroso, Zadoque é partidário de Jeremias, no qual vê um verdadeiro emissário das
palavras de Deus.

Zadoque

Paulo Figueiredo

Homem de muita fé, se opõe a Fassur constantemente. Saudoso das reformas feitas pelo rei Josias, vê com tristeza o que governantes e sacerdotes se tornaram. Zadoque é um homem generoso, buscando sempre solução pacífica para os conflitos. Ele tem experiência suficiente, conhece os riscos que corre ao enfrentar pessoas poderosas e sem escrúpulos, e age da maneira mais racional possível. Pai e avô amoroso, Zadoque é partidário de Jeremias, no qual vê um verdadeiro emissário das palavras de Deus.
Zedequias (Jandir Ferrari): Irmão de Eliaquim e tão egoísta quanto. Leva Jerusalém à destruição.

Zedequias

Jandir Ferrari

Irmão de Eliaquim e tão egoísta quanto. Leva Jerusalém à destruição.
Zelfa (Lucinha Lins): 

Zelfa é a única pessoa com fé verdadeira na casa de
Chaim. Cuida dos seis meninos como se fosse mãe deles. Trata Elga, inclusive, como
se também fosse sua filha. Zelfa é uma serva, mas age como se fosse da família. É severa diante de malfeitos, sobretudo quando se trata de infidelidades e
mentiras. Zelfa também é especialmente carinhosa com as crianças. Possui uma sabedoria
natural. Apesar de ver essa família se desvirtuar cada vez mais, ela os ama
intensamente não desistindo nunca de colocá-los no bom caminho, sempre
alertando Elga da infidelidade que suas superstições representam.

Zelfa

Lucinha Lins

Zelfa é a única pessoa com fé verdadeira na casa de Chaim. Cuida dos seis meninos como se fosse mãe deles. Trata Elga, inclusive, como se também fosse sua filha. Zelfa é uma serva, mas age como se fosse da família. É severa diante de malfeitos, sobretudo quando se trata de infidelidades e mentiras. Zelfa também é especialmente carinhosa com as crianças. Possui uma sabedoria natural. Apesar de ver essa família se desvirtuar cada vez mais, ela os ama intensamente não desistindo nunca de colocá-los no bom caminho, sempre alertando Elga da infidelidade que suas superstições representam.
Zuriel (Christian Villegas): Está sempre atrás de seu irmão Hassube, compactuando com ele, sem muita opinião própria.

Zuriel

Christian Villegas

Está sempre atrás de seu irmão Hassube, compactuando com ele, sem muita opinião própria.
    Access log