Vitória Após Pecado Mortal, Marcos Pitombo será neonazista em Vitória: “Sai dos anos 70 para os dias de hoje”

Após Pecado Mortal, Marcos Pitombo será neonazista em Vitória: “Sai dos anos 70 para os dias de hoje”

Após interpretar Ramiro em Pecado Mortal, Marcos Pitombo retorna em nova novela

Michel Angelo/Record

Depois de interpretar Ramiro, em Pecado Mortal, Marcos Pitombo retorna à tela da Record na nova novela, Vitória, que estreia na próxima segunda-feira (2). Na pele de Paulão, um jovem violento que apronta todas ao lado de sua namora Priscilla (Juliana Silveira).

Paulão faz parte de um grupo de neonazista que pratica atos violentos e crimes contra nordestinos, negros, homossexuais, moradores de rua e todo tipo de ser humano que não seu encaixe dentro de sua ideologia.

Em entrevista ao R7, o ator falou sobre a importância de abordar temas tão polêmicos e atuais.

— Ao longo da novela a gente vai debater temas espinhosos: intolerância e preconceito. Vamos falar sobre muitas coisas delicadas, mas eu acho importante por ser um tema bem atual e bastante pertinente, visto os casos de racismo no futebol e os crescentes casos de homofobia. Acho que a Cris [Cristianne Fridman] está sendo bem corajosa em levar esses temas para as pessoas.

Marcos teve o visual todo repaginado para dar vida ao novo personagem. Para interpretar Paulão, o ator abriu do cabelo comprido, que era a principal característica de Ramiro em Pecado Mortal.

— Sai dos anos 70 para os dias de hoje. A gente buscou uma caracterização bem contemporânea, desde o corte de cabelo até o figurino do personagem. Ele tem uma pegada bem militar. Eu acho que deu uma cara bem interessante.

Durante o bate-papo, o ator também contou como se preparou para o papel de vilão neonazista.

— Tivemos uma série de workshops de história falando sobre o neonazismo e, além disso, a gente fez aulas de motocross. Enfim, tem toda essa parte histórica que a gente se aprofundou e estamos trabalhando com muito cuidado.

    Access log