Novidades Divisão por grupos? Entenda a guerra de panelinhas de A Grande Conquista

Divisão por grupos? Entenda a guerra de panelinhas de A Grande Conquista

Bruno Tálamo chegou a dizer que todos os participantes estavam contra ele e seus aliados; saiba o que está rolando

Grupo formado por Toko, Tálamo, Gyelle e Servo seria o mais afetado, segundo eles

Grupo formado por Toko, Tálamo, Gyelle e Servo seria o mais afetado, segundo eles

Reprodução/ Record TV

É oficial: o jogo está afunilando e cada vez mais as alianças e rivalidades entre os participantes de A Grande Conquista estão visíveis! Só que desde as últimas semanas, o conceito de que os jogadores estariam divididos em grupos na Mansão tem provocado várias reclamações e tretas. Bora entender o que está rolando? 

A panelinha mais bem definida é formada por Thiago Servo, Daniel Toko e Gyselle Soares. Erick Ricarte e Bruno Tálamo, que foram eliminados, também estavam nela. 

De outro lado, quatro mulheres: Natália Deodato, Fernanda Medrado, Sandra Melquiades e Janielle Nogueira. Há ainda uma outra divisão, composta por Victoria Macan, Ricardo Villardo, Giulia Garcia e Murilo Dias. Nesse caso, existem amizades que se cruzam nos dois grupos e há também jogadores solitários, como Gabriel Roza e Alexandre Suita.

A principal crítica, feita por Tálamo antes de sair do jogo, era de que apenas ele e seus aliados estavam na mira dos demais participantes. Na semana passada, ele se estressou quando sua panela se uniu para colocar Ricardo como alvo e recebeu críticas por isso. “Só o nosso grupo vai para a Zona de Rico, nunca o deles”, disse para Mariana Rios.

Em diversas ocasiões, o conceito de grupos foi tema de conversas entre os Conquisteiros. Ricardo chegou a falar para Giulia e Vic que em breve as panelinhas se dissolveriam e eles teriam que votar em quem são mais achegados.

Já Tálamo continuou a falar que manter seus aliados sempre na mira 'era errado'. “Ficam massacrando um grupo. Um pequeno grupo”, destacou. Toko ainda brincou com a ideia de que existem os "improváveis versus intocáveis".

Mas o conceito veio mesmo com força total na última noite de eliminação (22). Nati havia dito que existem cinco subgrupos no reality e ouviu de Tálamo que essas panelas não se votam e focam só neles. Pelas suas contas, ele e os aliados teriam encarado a Zona de Risco 14 vezes.

Murilo, então, decidiu entrar na briga e apontou que isso faz parte do jogo e que se os rivais tivessem a oportunidade, fariam a mesma coisa. O jornalista rebateu. “Eu faria um jogo mais inteligente. Vocês estão batendo e o campeão vai sair daqui”, disparou. Veja!

Resta saber se a guerra entre grupos na Mansão vai continuar ou se os participantes adotarão uma estratégia diferente. Faça suas apostas!

A Grande Conquista vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 22h45; aos sábados, a partir das 22h30; e aos domingos, sempre às 23h, na Record TV. Assine o PlayPlus e tenha acesso à transmissão 24 horas e a conteúdos extras do reality. Conheça também a Rede da Conquista, a comunidade dos fãs do programa.

Hora da bronca: relembre quando os Conquisteiros soltaram a voz no reality

Últimas