Novidades Giulia Garcia se defende das acusações de que estava na Disneylândia em A Grande Conquista

Giulia Garcia se defende das acusações de que estava na Disneylândia em A Grande Conquista

Em entrevista exclusiva, eliminada revela com quem não conviveria de novo e conta para quem fica sua torcida no reality show

Giulia Garcia foi eliminada de A Grande Conquista com 21,73% dos votos do público

Giulia Garcia foi eliminada de A Grande Conquista com 21,73% dos votos do público

Edu Moraes/Record TV

Giulia Garcia deixou A Grande Conquista na noite desta quinta-feira (13) com apenas 21,73% dos votos do público.

Em entrevista, ela se defende das acusações de que estava em uma Disneylândia no programa e revela que não conviveria de novo com Gyselle nem com Thiago Servo.

1. O que você teria feito de diferente durante seu tempo de confinamento?

Posso ser sincera? Não muita coisa... Ou quase nada, para ser sincera. Acho que tudo o que eu fiz, fez com que me tornasse a pessoa que sou agora, com o pensamento que tenho agora. Talvez no início, eu não teria sido tão reativa com todas as situações que aconteceram.

Mas, até então, todo mundo estava de cabeça muito quente, não estava com contato com a família, era uma convivência com muitas pessoas diferentes, então, acho que é meio impossível não ser reativo, compreendo.

Mas se fosse agora, em um novo reality, eu já entendo que devo ter calma, comprar as brigas certas.

2. Você acha que se fosse outra Zona de Risco você teria mais chance de ficar?

Ah, é difícil falar disso, mas confio muito no poder da minha torcida, sabe? Ainda não tive a oportunidade de ler todas as mensagens, mas sei que são muito fortes. E sei que estava com duas pessoas muito legais.

Gosto muito do Toko, fiquei muito feliz que ele ficou. Acho também a Gyselle uma competidora muito forte. Acho que se fosse outra Zona, poderia até acontecer, mas foi na Zona certa.

3. O seu grupo, com a Victoria e o Ricardo, foi taxado de “Disneylândia”. Falavam que vocês estavam lá só para passear, se divertir. O que você acha disso?

Queria pedir uma parceria para todo mundo que tem ingresso para a Disney, porque sou a nova Minnie Mouse, e é isso. Acho que as pessoas tiram um pouco o encanto do que é estar em um reality e focam só nas coisas negativas.

Se eu vivesse só gritando e brigando, também ninguém ia gostar. Eu tinha que rir de vez em quando, tinha que ser feliz de vez em quando e está tudo bem.

Não estou ali só para causar um entretenimento ruim, mas para causar um entretenimento bom também, para a galera se aliviar, depois de um dia de trabalho, dar umas risadas... E se vocês me viram assim, está tudo bem, eu sou um pouquinho de Disney aqui no Brasil. 

4. Quem foi uma decepção para você lá dentro que ainda continua no jogo e você não quer muito contato aqui fora?

Nossa, difícil! Mas eu vou falar a Gyselle. Não foi uma decepção, eu já esperava todas as intrigas que a gente teve, mas acho que aqui fora os caminhos vão se seguir de formas diferentes e aí a gente vai acabar não tendo muito contato. Porque se a gente não teve nem dentro da casa, que dirá fora.... Então, acho que vai ser a Gy.

Porque até a Sandrinha, que foi a pessoa com quem eu tive mais embates, quando eu saí ela disse que estava chateada, e sei que os embates que tive com a Sandra foi por opiniões muito diferentes e está tudo bem!

5. O que foi mais difícil, atuar em Chiquititas ou participar de A Grande Conquista?

[Risos] Meu Deus, gente.... Participar de A Grande Conquista, porque você tem que ser você e se você não for você bem, está ferrado. Pelo menos em Chiquititas eu estava atuando, tinha como gostar [risos].

Mas de verdade, foi uma experiência, assim como Chiquititas, revolucionária para mim como pessoa. E agora vocês, além de conhecerem a Ana (personagem dela na novela), conheceram a Giulia. Espero que tenham gostado. 

6. Com quem você não conviveria de novo, de jeito nenhum, seja no luxo de uma Mansão ou no perrengue de uma Vila?

Todo mundo [risos]! Eu gosto de todo mundo, mas deixa eu pensar... Nossa difícil, viu? Não saiu muita gente que, tipo, eu não gosto. Mas eu vou falar…. A Gyselle também, mas o [Thiago] Servo a gente tem uma relação de ódio um com o outro. 

7. Por que?

Porque, muitas das vezes, acho que o Servo tem opiniões divergentes. Em um segundo, tem uma opinião, em outra, tem outra opinião. Fica meio complicado, ele quer ser amigo de todo mundo. Amigo de todo mundo é amigo de todo mundo, mesmo, mas aí o tiro sai pela culatra, às vezes. 

8. Para quem fica a sua torcida?

Minha torcida, obviamente, fica para o Ricardo! Fica, Ricardo! Mas aí, de segundo.... Gabriel, vamos, Gabriel!! É isso!

A Grande Conquista vai ao ar de segunda a sábado, às 22h45; e aos domingos, a partir das 23h, na Record TV.

Sensibilidade e opinião forte: relembre a trajetória de Giulia Garcia em A Grande Conquista

Últimas