Novidades Treta do alarme movimenta feriadão em A Grande Conquista

Treta do alarme movimenta feriadão em A Grande Conquista

Aviso sonoro soou algumas vezes seguidas na madrugada e irritou Conquisteiros, que não ficaram calados; entenda!

Resumindo a Notícia
  • Uma sequência de alarmes sonoros durante a madrugada virou o grande assunto do dia

  • Thiago Servo, Daniel Toko e Gyselle estavam na sala na madrugada e o alarme sonoro disparou

  • Janielle foi a primeira a levantar e a tirar satisfações com Servo

  • Faby Monarca chamou a atitude de molecagem

Os nervos estão à flor da pele em A Grande Conquista

Os nervos estão à flor da pele em A Grande Conquista

Reprodução/Record TV

Uma sequência de alarmes sonoros durante a madrugada virou o grande assunto do dia, e o grande motivo para tretas e acusações, em A Grande Conquista.

Tudo começou quando Thiago Servo, Daniel Toko e Gyselle estavam na sala na madrugada desta quinta (8) e o alarme sonoro disparou diversas vezes seguidas, deixando os três Conquisteiros sem entender o que estava rolando. Acontece que todo esse barulho acordou e incomodou, e muito, alguns companheiros de confinamento do trio.

Janielle foi a primeira a levantar e a ir tirar satisfação com Servo pelo ocorrido. Nervosa, a estudante de Direito já "chegou chegando" e querendo saber quem eram os culpados pela bagunça. Medrado teve que intervir e colocar panos quentes.

Mas, a questão toda não parou por aí. Pela manhã, o caso dos alarmes já era o assunto favorito do pessoal da Mansão. Muitos Conquisteiros estavam indignados, acreditando que Thiago Servo havia feito os alarmes dispararem de propósito, em retaliação por ter sido colocado na Zona de Risco. Faby Monarca até afirmou que era uma molecagem alguém ter tal atitude.

Murilo foi outro que ficou bem irritado com a situação e tentou dar o troco. Enquanto Servo, Erick e Tálamo estavam deitados no sofá, querendo tirar um cochilo, o modelo sentou ao lado deles e começou a assobiar alto até "expulsar" os três colegas dali. O fato não passou despercebido pelos aliados e foi alvo de cometários mais tarde. Na ocasião, Tálamo aproveitou para contar aos colegas que, quando estava explicando o que havia acontecido para um grupo de Conquisteiros que tomava sol na área externa, Murilo foi o único que não aceitou de bom grado a explicação do jornalista.

Para evitar mais conflitos, Thiago Servo e Daniel Toko decidiram reunir todos na sala para pedirem desculpas, explicarem o que de fato ocorreu e para certificarem a todos que não fizeram nada de maneira proposital.

Muitos Conquisteiros não aceitaram a justificativa. "Beleza, mas se não foi proposital, por que que na hora que saímos do quarto e viemos aqui, vocês fingiram que estavam dormindo?", questionou Natália. Eles se defenderam dizendo que isso não aconteceu.

Thiago Servo acabou afirmando que, se os colegas julgassem merecido, que votassem nele como punição na próxima semana, caso ele volte ileso dessa Zona de Risco.

Os nervos realmente estão à flor da pele e esse assuto tomou proporções que ninguém esperava. Suita apontou esse fato em conversa com os amigos. "Uma vírgula vira uma frase!", disse ele. E ponderou: "A bagunça que virou o quarto atrapalhou mais o sono do que o próprio barulho".

Irritabilidade, "pavios curtos" e desconfiança fazem parte do clima que domina a competição de A Grande Conquista nesse momento. Qual será o próximo motivo para mais um entreveiro daqueles?

A Grande Conquista vai ao ar de segunda a sexta, às 22h45; aos sabados, às 22h30; e aos domingos, a partir das 23h, na Record TV. Assine o PlayPlus e tenha acesso à transmissão 24 horas e a conteúdos extras do reality.

Últimas