"Ela tentou proteger o filho”, diz cunhada de mulher morta em tiroteio no Rio

A jovem Ana Cristina da Silva, morta durante confronto no Complexo do São Carlos, na região central do Rio, tentava proteger o filho do tiroteio. Ela foi atingida na cabeça e no peito. De acordo com os familiares, a mulher estava indo para o trabalho e carregava o filho no colo quando foi surpreendida pela ação dos traficantes. Para tentar se abrigar, ela pegou carona com uma motorista. No caminho, foi baleada por homens que passavam num veículo.