Balanço Geral Manhã Sociedade acaba em morte: empresário abre fogo em loja após desavença

Sociedade acaba em morte: empresário abre fogo em loja após desavença

Alisson negou qualquer tipo de envolvimento com o crime, mas a mentira não resistiu às imagens de circuito de segurança 

Ex-sócio é suspeito de matar empresário no interior de 
São Paulo

Ex-sócio é suspeito de matar empresário no interior de São Paulo

Reprodução/Record TV

O Balanço Geral Manhã traz detalhes do caso do empresário Romário Evangelista de Santana, encontrado morto na porta de sua loja, em Santa Isabel, no interior de São Paulo. O principal suspeito é Alisson, ex-sócio da vítima, e crime teria sido motivado pela ganância e pelo rompimento da sociedade.

Testemunhas foram ouvidas para ajudar no esclarecimento do caso e contaram que a vítima e o sócio estavam tendo desavenças. Alisson negou qualquer tipo de envolvimento com o crime, mas a mentira não resistiu às imagens de circuito de segurança da loja do empresário.

As imagens ainda não foram liberadas pela Justiça, mas detalhes da roupa que o sujeito usava no dia do crime chamaram a atenção. Segundo delegado do caso, foi possível ver o momento exato em que o autor dos disparos chegou ao local. O suspeito estava usando uma jaqueta e um capacete preto.

O ex-sócio de Romário pegou um carro emprestado, alterou a placa e foi para o endereço da loja. Ao chegar, a vítima foi abordada pelo atirador. Ele teria chegado por trás, sem nenhuma chance de defesa e efetuou diversos disparos.

Os policias foram até a casa do suspeito e encontraram um revólver, a jaqueta e demais peças de roupas usadas pelo atirador. A arma utilizada tinha resíduos de pólvora recente. Além disso, ao avistar a jaqueta, não restaram dúvidas de que era a mesma jaqueta do autor dos disparos.
Segundo a investigação, a vítima já tinha procurado a justiça e na última semana teriam resolvido questões burocráticas em uma audiência.

O caso foi registrado no Distrito Policial Central de Santa Isabel. Alisson foi preso em flagrante e conduzido para delegacia. Ele pediu a presença de um advogado e confessou o crime. Em depoimento, contou que matou o sócio, pois se sentia ameaçado e acreditava que as filhas também estavam correndo risco.

Assista ao vídeo completo:

O Balanço Geral Manhã vai ao ar de segunda a sexta, a partir das 5h, na tela da Record TV.

Últimas