Aposentada fica com "nome sujo" por fraude em cartão de crédito

Neuza teve sua identidade roubada e ficou com o "nome sujo" por conta de uma dívida de quase R$ 24 mil. A aposentada nunca viajou de avião, mas emitiram em nome dela um cartão de crédito que acumulava milhas numa companhia aérea. Entre 2018 e 2019, o Banco Central registrou aumento de 28,2% nas queixas de consumidores lesados por fraudes em cartão de crédito. Para assistir ao Balanço Geral Manhã na íntegra, acesse PlayPlus.com