Entregadores de encomendas viram alvo de criminosos na pandemia

Só no primeiro semestre, o comércio eletrônico movimentou quase R$ 40 bilhoes no Brasil. Com muita mercadoria em circulação, os entregadores dos Correios se tornaram alvo de assaltos.