Mulheres acusam escrivão da polícia de assédios sexuais no litoral de São Paulo

Ricardo Carvalho de Moura, de 37 anos, está sendo investigado por suspeita de assediar mulheres dentro de uma delegacia no Guarujá, no litoral de São Paulo. A polícia que está encarregada do caso afirmou que o homem já foi afastado das suas funções enquanto durarem as investigações. Além disso, ele e seu advogado são acusados de tentar extorquir as vítimas. Pelo menos quatro mulheres já procuraram a polícia para denunciar os abusos até agora. Para assistir ao conteúdo na íntegra, acesse o PlayPlus.com