Agentes treinam para impedir fugas e resgates de criminosos em presídios

Os agentes penitenciários se preparam para situações de risco. A preparação intensa do grupamento de intervenção tática é um dos fatores que impedem que rebeliões e tentativas de fugas  aconteçam, inibindo a ação dos criminosos. O trabalho é árduo e requer atenção redobrada para estabelecer a ordem em um  lugar que concentra muitos bandidos de alta periculosidade.