Balanço Geral RJ Especialista explica que ainda não há estudos que apontem relação entre covid-19 e parto prematuro

Especialista explica que ainda não há estudos que apontem relação entre covid-19 e parto prematuro

Uma pesquisa da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) revelou que 80% das gestantes têm medo de se infectar com o novo coronavírus durante uma consulta de pré-natal. Na última quinta-feira (2), a segunda filha do DJ Alok nasceu de um parto prematuro, e, segundo a mãe, o motivo foi complicações causadas pela covid-19. De acordo com a ginecologista e obstetra Ana Cláudia Sodré, não é possível estabelecer uma relação direta entre o coronavírus e a prematuridade. Ela acredita que ainda há necessidade de mais estudos. A médica orienta que as gestantes não deixem de fazer pré-natal, já que os profissionais de saúde estão preparados para lidar com as pacientes seguindo os protocolos.

Últimas