Balanço Geral RJ Especialista explica trâmites em casos de mortes sem violência na rua

Especialista explica trâmites em casos de mortes sem violência na rua

Família esperou cerca 15 horas por remoção do corpo de uma mulher no Rio

O corpo de uma mulher que passou mal e morreu em um ponto de ônibus no Caju, zona portuária do Rio, só foi removido após 15 horas. A perita criminal Denise Rivera esclareceu que o IML (Instituto Médico Legal) só faz exames em casos de violência ou falecimento suspeito. Além disso, não realiza o transporte do cadáver. A especialista explicou que, nestes casos, a família pode acionar o serviço funerário com o atestado de óbito do Samu. Caso os parentes não tenham condição, eles podem ter o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social, o que deve ocorrer de forma rápida e digna.

Últimas