Balanço Geral RJ Funcionária pede medida protetiva após ter sido agredida por PM no Rio

Funcionária pede medida protetiva após ter sido agredida por PM no Rio

Com a vida marcada por agressões, Patrícia Peixoto da Silva foi à delegacia pela primeira vez para denunciar o tapa no rosto que levou do patrão

Com uma vida marcada por agressões, a empregada doméstica Patrícia Peixoto da Silva foi à delegacia pela primeira vez para denunciar o tapa no rosto que levou do patrão, um oficial da Polícia Militar. A funcionária disse ter buscado forças na filha para procurar a polícia e registrar o caso. A vítima revelou, ainda, que foi agredida verbalmente antes de as câmeras de segurança do elevador registrarem o tapa e as intimidações por parte do PM. As agressões teriam sido motivadas por um atraso da funcionária. A defesa dela pediu uma medida protetiva para que o policial não se aproxime.  A Polícia Civil investiga o caso. Já a Corregedoria da PM abriu uma sindicância. 

Últimas