Instituto que monitora 700 jacarés pede ajuda para manter estudos

O biólogo e dono do Instituto Jacaré, Ricardo Freitas, montou uma vaquina online para receber doações após 20 anos de estudos. O projeto, criado em 2009, monitora mais de 700 jacarés pelo Rio de Janeiro e, atualmente, não conta com nenhum tipo de apoio.