Rio tem 13 agentes de segurança mortos em dois meses

O número de policiais mortos no Rio de Janeiro este ano cresceu - em apenas dois meses, 13 agentes morreram. Este final de semana, o corpo do policial federal Ronaldo Herenn, morto na comunidade do Rola, durante o serviço, foi enterrado em Niterói, região metropolitana do Rio. O suspeito do crime foi preso. No dia seguinte à morte de Ronaldo, outro agente foi morto. De acordo com testemunhas, o sargento Sidney Moreira morreu após reagir a um assalto na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade. As mortes de policiais militares já é motivo de preocupação. Só em 2019, 57 agentes morreram no Rio.