"Tudo indica que foi um curto-circuito", diz irmão de pai que morreu com filho em incêndio

Os corpos do pai e do filho, que morreram após o incêndio no apartamento em que estavam na última terça-feira (17), foram liberados do IML (Instituto Médico Legal) da Leopoldina, centro do Rio. De acordo com o irmão da vítima, a família está vindo da Angola para poder se despedir dos dois. Ele disse também que as circunstâncias indicam que o fogo foi motivado por um curto-circuito.