Balanço Geral Briga entre irmãos acaba em perseguição e morte em São Paulo

Briga entre irmãos acaba em perseguição e morte em São Paulo

Policial de folga resgatou a criança e acabou baleando o agressor, que estava descontrolado; entenda

Resumindo a Notícia
  • Policial militar de folga ouve gritos de socorro em uma casa próxima;

  • Ela percebe que se tratava de um adulto agredindo uma criança;

  • A oficial resgatou o garoto e o levou para sua residência;

  • O homem, que era irmão mais velho da criança, perseguiu os dois e acabou baleado.

Proximidade das casas fez com que criança fosse salva

Proximidade das casas fez com que criança fosse salva

Reprodução/RECORD

O Balanço Geral mostrou como uma briga entre irmãos acabou em morte na zona norte de São Paulo. 

No meio da madrugada, uma policial militar de folga, identificada como Bruna, ouviu gritos de socorro próximos de onde mora, na região do Tremembé (SP),

Ela percebeu que se tratava de um caso de agressão entre dois irmãos. Alexandre, o mais velho de, pelo menos, 20 anos, violentava o mais novo, uma criança de cerca de 10 anos.

Ao analisar a situação, a agente agiu rápido para salvar a criança em apuros. Bruna resgatou o menino e o levou para sua casa. Mas, o homem descontrolado não desistiu e seguiu os dois. Ele bateu várias vezes na porta trancada, dizendo que iria matar o irmão mais novo. 

Ela, então, alegou ser policial militar e tentou acalmar Alexandre. Porém, o homem forçou a porta até arrombar a entrada da residência dela. Na tentativa de afastar o homem da criança, ela apontou seu revólver e atirou. 

A bala atravessou a porta que estava se abrindo e atingiu o rapaz. Bruna se prontificou em socorrê-lo e chamou o resgate.

Alexandre foi encaminhado para uma unidade de atendimento próxima, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

De acordo com vizinhos, o garotinho é conhecido e adorado no bairro. Já o seu irmão mais velho não morava na região e por isso era desconhecido.

Confira na íntegra: 

O caso foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e a policial já foi ouvida. A criança, traumatizada, se encontra com a mãe, em segurança. 

Acompanhe casos intrigantes como esse no Balanço Geral. O programa vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD

Últimas