Balanço Geral Delegado revela que jovem desaparecida também atuava como acompanhante de luxo

Delegado revela que jovem desaparecida também atuava como acompanhante de luxo

Familiares não desconheciam a vida "dupla" da mulher, que trabalhava como motorista de aplicativo em São Leopoldo (RS)

Resumindo a Notícia
  • Jéssica de Oliveira está desaparecida após dizer que sairia para trabalhar;

  • A polícia localizou seu carro incendiado e em uma área de difícil acesso;

  • Investigadores descobriram que a mulher teria vida "dupla";

  • Jéssica, segundo a polícia, se encontra com indivíduos em troca de valores em dinheiro.

Jéssica de Oliveira desaparece após sair para trabalhar no Rio Grande do Sul

Jéssica de Oliveira desaparece após sair para trabalhar no Rio Grande do Sul

Reprodução/RECORD

Jéssica de Oliveira, de 30 anos, desapareceu após sair para trabalhar, em São Leopoldo (RS). A mulher é motorista de aplicativo, porém, segundo investigações da polícia, a jovem também atuava como acompanhante de luxo. 

O Balanço Geral acompanha mais detalhes sobre o caso que ainda é cercado de mistério. Investigadores localizaram o carro de Jéssica incendiado, e em uma área de difícil acesso. 

Policiais que estiveram no local não encontraram vestígio ou pertence que possam indicar o paradeiro da mulher. O veículo foi levado a um depósito, e será investigado pela equipe da perícia. 

Gustavo Bermudes, delegado que trabalha no caso, comentou que os encontros de Jéssica podem ter influenciado na sua vulnerabilidade. "Ela saía com diversas pessoas a troco de uma quantia em dinheiro, o que a coloca em uma possível situação de vítima [do caso]", disse. 

Os investigadores contaram que esse comportamento poderia ter colocado a jovem em contato com pessoas perigosas. "A Jéssica tem visitado com frequência alguns indivíduos do sistema prisional", relatou Gustavo. 

A família, no entanto, desconhece o outro "lado" da mulher, e não sabia dos encontros comentados pela polícia. 

O Balanço Geral vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD.

VEJA TAMBÉM: Suspeito de colocar câmera em vestiário de faculdade alega estar apaixonado por funcionária

Últimas