Balanço Geral Exclusivo: câmera de segurança registra momento em que grávida de gêmeos é atropelada

Exclusivo: câmera de segurança registra momento em que grávida de gêmeos é atropelada

Vítima morreu após ser prensada no portão de casa; suspeito perdeu o controle do veículo

Vítima morreu após ser prensada pelo carro no portão de sua casa

Vítima morreu após ser prensada pelo carro no portão de sua casa

Reprodução/RECORD

O Balanço Geral acompanha o caso da Anna Raquel Branco de Lima, de 27 anos, grávida de gêmeos, que morreu após ser atropelada na porta de casa, no bairro Jaçana, na zona norte de São Paulo.

Com exclusividade, a equipe do programa recebeu as imagens que flagraram os últimos momentos de vida da vítima. No dia do acidente, Anna Raquel e sua irmã gêmea se preparavam para sair de casa. O plano era tomar café na casa da mãe que mora na mesma região.

Anna foi a primeira a sair e ficou em pé na calçada, enquanto a irmã trancava o portão. De repente, o barulho do impacto e a vítima foi prensada. Não demorou muito e várias pessoas apareceram para prestar socorro. Entre elas, Antônio Rafael de Lima, o irmão da vítima, que de tão desesperado pulou o portão de casa.

José Ferreira de Lima, de 67 anos, era o homem que dirigia o carro. Ele prestou depoimento na delegacia, mas não foi preso. Segundo a família da vítima, o idoso não sabia dirigir e usava um carro alugado.

Em depoimento à polícia, a família do idoso confirmou o uso de remédio controlado, mas para o tratamento da insônia. A mulher do suspeito alegou que uma obra no bairro atrapalhava o sono dele. 

Os moradores da proximidade chamaram a equipe da RECORD para tentar encontrar a casa do idoso que provocou o acidente. Tocaram a campainha diversas vezes, mas ninguém apareceu. 

Apesar de ser uma ladeira muito íngreme e estreita, a rua em que o acidente aconteceu chama a atenção pelo movimento intenso de veículos. São carros particulares e até ônibus que circulam nos dois sentidos. Segundo os moradores, o caso de Anna Raquel não é algo isolado.

“Eu lembro de pelo menos cinco acidentes aqui”, disse um vizinho. O risco é tão grande que os próprios moradores instalaram redutores de velocidade por conta própria há sete anos, mas as estruturas foram destruídas pela prefeitura.

Dividida entre a dor e a revolta, a família de Anna Raquel tem uma só certeza. “A gente não vai ter ela de volta, mas a gente quer Justiça, porque esse cara não pode ficar impune”, garantiu Antônio.

A equipe da RECORD entrou em contato com a Prefeitura de São Paulo sobre a reivindicação dos moradores para colocação de uma lombada na rua, mas não obtiveram retorno.

Assista ao vídeo completo:

O Balanço Geral vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD.

Últimas