Balanço Geral "Foi um tiro no peito", lamenta viúva de homem morto em briga de bar 

"Foi um tiro no peito", lamenta viúva de homem morto em briga de bar 

Fuga do suspeito foi impedida por motivo inusitado, e testemunhas gravaram tudo; entenda o caso

Resumindo a Notícia
  • Patrick e Lucas brigaram em um bar por causa de uma mulher;

  • Após discussão, Lucas foi embora e voltou com uma arma, atirando em Patrick;

  • A vítima morreu no local, e o suspeito tentou fugir, mas sofreu um acidente de trânsito;

  • Testemunhas gravaram tudo, e a viúva deu detalhes da morte do marido.

Patrick foi pego de surpresa e acabou pagando com a vida

Patrick foi pego de surpresa e acabou pagando com a vida

Reprodução/RECORD

O Balanço Geral mostrou um caso que chocou não apenas a população do Rio de Janeiro, como as autoridades militares de todo o país. 

Em um bar de rua carioca, o mototaxista Patrick da Silva, de 32 anos, foi assassinado a sangue-frio por um tiro fatal. Lucas Maciel Coelho, o suspeito, além de ser filho de um tenente da Polícia Militar, é aluno do curso oficial da Marinha Brasileira. 

Após a suposta discussão entre os dois, o jovem foi até a sua casa, pegou uma arma de fogo do próprio pai, voltou para o local e efetuou os disparos contra o Patrick, que morreu na hora. 

Ao cometer o crime, Lucas tentou fugir rapidamente acelerando o veículo que estava. Porém, não contava com um acidente de trânsito instantâneo, e parou no hospital. 

A equipe do programa conversou com a esposa do homem assassinado. Mesmo ainda em choque, Karen Gonçalves deu detalhes sobre a morte do marido. 

Karen disse que a ficha ainda não caiu para ninguém: "Minha sogra está desolada". Além disso, pediu que as autoridades continuem o trabalho de investigação e que a justiça seja feita. 

Segundo testemunhas, a discussão que levou Patrick à morte tinha como motivo central uma mulher. Algumas pessoas que assistiram tudo de perto gravaram o corpo da vítima já no chão e sem vida. 

A viúva revelou, ainda, como foi o momento em que seu marido morreu: "Foi um tiro no peito". Ela disse, ainda, que um amigo do seu marido estava com ele, e viu um carro se aproximando dos dois.

O veículo parou, Lucas saiu e efetuou os disparos. "Apontou somente para o Patrick e atirou", afirmou. 

Com o acidente que sofreu na fuga, o atirador precisou ser hospitalizado. Ele foi detido sob custódia na unidade de saúde Albert Schweitzer, em Realengo (RJ). Quando recebeu alta, Lucas foi encaminhado para a delegacia. 

Agora, o jovem vai responder por homicídio qualificado por motivo fútil. 

Confira na íntegra:

Acompanhe casos intrigantes como esse no Balanço Geral. O programa vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD.

Últimas