Balanço Geral Suspeita de assédio: homem é agredido até a morte em estacionamento de estádio de futebol

Suspeita de assédio: homem é agredido até a morte em estacionamento de estádio de futebol

Segundo delegado, grupo estava revoltado e agrediu a vítima com socos, chutes e golpes com pedras; entenda o caso

Resumindo a Notícia
  • Um jovem foi agredido até a morte em estacionamento de estádio de futebol;

  • Testemunhas gravaram tudo e tentaram ajudar a vítima;

  • A polícia identificou os suspeitos e fez a apreensão de todos;

  • O delegado do caso revelou a motivação do grupo para socar, chutar e apedrejar o jovem.

Everton não teve nem a oportunidade de se defender

Everton não teve nem a oportunidade de se defender

Reprodução/RECORD

O Balanço Geral mostrou mais um caso de violência com as próprias mãos. Everton, de 20 anos, foi perseguido e cruelmente agredido no estacionamento de um estádio de futebol. 

O ataque foi registrado em vídeo por testemunhas. Nas imagens, a vítima está correndo até que é cercada por um grupo de pessoas. Em segundos, começam dezenas de socos e chutes que derrubam o rapaz. 

O alvo, mesmo no chão, continua sendo agredido. Quando ele ficou inconsciente, parte do grupo entrou em um carro branco, mas, um homem ficou. Friamente, ele ainda pegou uma pedra e continua a violência. 

As testemunhas, que gravaram toda a ação de diferentes ângulos, gritam na tentativa de ajudar a vítima. "Para de bater nele", ordenou um homem, que ainda usou de ameaça: "Eu estou filmando". Porém, nada adiantou. 

Pouco tempo depois, o último agressor entra no carro e o grupo deixa o local. Horas depois, a Polícia Civil apreendeu sete suspeitos do crime, que foram encaminhadas para a delegacia. Um deles, inclusive, ainda é menor de idade. 

O delegado do caso deu detalhes das investigações. Segundo ele, todos estavam juntos, na mesma residência, quando foram localizados. Agora, eles estão em processo de interrogatório para explicar o que aconteceu. 

Além disso, o agente de segurança afirmou que, com exceção de um suspeito, todos confirmaram que estavam no local e participaram de toda a situação. Os agressores que admitiram o crime também isentaram o homem que se absteve. 

Entre os presos está uma mulher, que teria sido assediada pela vítima, o que motivou as agressões. De acordo com o depoimento dos criminosos, a vítima teria importunado essa mulher. "Isso causou revolta entre eles", revelou o delegado. 

Quando se encontraram, já na rua, acabaram partindo para cima de Everton e efetuaram as agressões. Mesmo inconsciente, e muito ferido, o jovem foi socorrido e levado a um hospital. Porém, não resistiu e morreu na unidade de saúde. 

Confira na íntegra:

Fique ligado no Balanço Geral para mais casos como esse. O programa vai ao ar de segunda a sexta, às 11h50; e aos sábados, às 13h, na RECORD.

Últimas