Assassinato de bailarina completa um mês cercado de mistérios

O caso misterioso da bailarina Magó, de 25 anos, encontrada morta perto de uma cachoeira em Mandaguari (PR), acaba de completar um mês. A polícia já ouviu 50 suspeitos e colheu material genético de três deles, mas nada até agora foi determinante para solucionar o assassinato da jovem, que foi abusada sexualmente e morta por asfixia. Para assistir ao Balanço Geral na íntegra, acesse o PlayPlus.com