Balanço Geral Caso Lorenza: médico que constatou a morte vítima mentiu no atestado de óbito

Caso Lorenza: médico que constatou a morte vítima mentiu no atestado de óbito

Itamar Tadeu Gonçalves Cardoso foi denunciado duplamente por falsidade ideológica

O Ministério Público de Minas Gerais denunciou duplamente Itamar Tadeu Gonçalves, médico que atestou a morte de Lorenza, mulher de um promotor, por falsidade ideológica. O MP entendeu que ele mentiu no atestado de óbito, no qual ele afirma que a causa da morte seria pneumonite, dostúrbio não comprovado pelo laudo médico do Instituto Médico Legal. Segundo a denúncia, o promotor André de Pinho intoxicou e asfixiou a mulher. 

Últimas