Chefe que amarrou mãos de funcionária negra é condenado por racismo

Uma mulher ganhou na justiça o direito de ser indenizada por humilhações que sofreu na empresa em que trabalhava. A fábrica foi condenada por racismo e assédio moral. A mulher conseguiu provar que foi constrangida várias vezes porque é negra, ela teve as mãos amarradas na frente dos colegas de trabalho e foi puxada pelo chefe. O caso aconteceu em Taubaté, no interior de São Paulo. Para assistir ao Balanço Geral SP na íntegra, acesse o PlayPlus.com