Condenado pelo assassinato da mulher na frente da filha continua solto

Há seis anos, Maria Lúcia luta para ver o assassino da filha atrás das grades. Roberta, na época com 21 anos, foi espancada e asfixiada dentro de casa pelo próprio marido na frente da filha do casal, que ainda era um bebê. Antônio William, que hoje tem 35 anos, confessou o crime, mas foi solto para responder em liberdade por ser réu primário. Após o julgamento que o condenou a 16 anos de prisão, ele recorreu e continua solto. Para assistir ao conteúdo na íntegra, acesse o PlayPlus.com