Balanço Geral Empresário que matou esposa após briga por futebol é solto menos de um mês após o crime

Empresário que matou esposa após briga por futebol é solto menos de um mês após o crime

Leonardo Ceschini vai responder em liberdade, mesmo depois de confessar a autoria do crime aos investigadores

O empresário Leonardo Ceschini, de 34 anos, conseguiu na Justiça o direito de responder em liberdade pelo assassinato da esposa, Érica Fernandes Ceschini. A empresária foi morta a facadas na cozinha do apartamento após o marido se irritar com a comemoração dela pela vitória do Palmeiras na final da Libertadores da América. O que espanta a família da vítima é que Leonardo confessou a autoria do crime aos investigadores e chegou a apresentar versões diferentes à polícia. Um áudio enviado a um primo de Érica antes do crime pode ajudar a família a comprovar que se trata de um feminicídio e não um “homicídio por motivo fútil”, como consta no processo. Acompanhe!

Últimas