Entregadores de aplicativo encaram risco de contaminação e trabalham sem proteção

É cada vez mais comum ver grupos de motoboys e ciclistas, que trabalham para aplicativos de entregas, aglomerados nas ruas de São Paulo e sem qualquer equipamento de proteção. Uma situação de risco, em pleno isolamento social. Muitos entregadores têm as máscaras e não usam, já outros reclamam que não recebem das empresas. Para assistir ao Balanço Geral na íntegra, acesse o PlayPlus