Jovem é preso e confessa morte dos pais planejada durante dois anos

A pesquisadora Manoela Renata Araújo Chagas, de 40 anos, e o marido, o autônomo Paulo Adão Almada Moraes, de 50 anos, foram mortos a tiros enquanto dormiam pelo próprio filho de 20 anos. Depois do depoimento da irmã, Iuri Paulo Chagas Moraes confessou o crime e afirmou ter planejado a morte dos pais por dois anos. O motivo seria porque ele havia sido proibido de encontrar determinadas companhias.