Jovem que confessou a morte dos pais já teria tentado matar o casal envenenado

A pesquisadora Manoela Renata Araújo Chagas, de 40 anos, e o marido, o autônomo Paulo Adão Almada Moraes, de 50 anos, foram mortos a tiros enquanto dormiam pelo próprio filho de 19 anos. Iuri Paulo Chagas Moraes confessou o crime e afirmou ter planejado a morte dos pais por dois anos. A delegada responsável pelo caso revelou que Iuri já havia tentado matar os pais envenenados em outra ocasião. Agora, a polícia investiga se a namorada do jovem tem envolvimento no assassinato do casal.