Balanço Geral Justiça condena mulheres que ameaçavam denunciar falsos abusos para extorquir idosos

Justiça condena mulheres que ameaçavam denunciar falsos abusos para extorquir idosos

Chefe da quadrilha das “predadoras” conseguiu movimentar R$ 26 mil com os golpes

A Justiça de São Paulo condenou três mulheres integrantes de uma quadrilha apelidada de “predadoras”. As criminosas abordavam idosos com a desculpa de que precisavam de uma carona. No meio do caminho, elas ofereciam sexo em troca de dinheiro e extorquiam aqueles que não aceitavam, ameaçando denunciar as vítimas por falsos abusos sexuais. Letícia Roberta Gasparino, apontada como a chefe da quadrilha, foi condenada a 41 anos de prisão.

Últimas