Médica e enfermeiro são raptados e obrigados a atender bandido baleado

Os funcionários de um posto de saúde da comunidade de Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, foram raptados por bandidos que forçaram atendimento a um comparsa baleado. Assustada, a médica registrou boletim de ocorrência e a AMA fechou as portas. Ninguém foi preso. Para assistir ao conteúdo na íntegra, acesse o PlayPlus.com