Balanço Geral Médicos são condenados a 25 anos de prisão por retirar órgãos de menino vivo

Médicos são condenados a 25 anos de prisão por retirar órgãos de menino vivo

José Luiz Gomes da Silva e José Luiz Bonfitto vão cumprir a pena em regime fechado

A Justiça condenou a 25 anos de prisão dois dos quatro médicos acusados pela morte do menino Paulo Veronesi Pavesi, de 10 anos. O menino sofreu um acidente na piscina do condomínio onde morava e teve os órgãos retirados depois de um laudo informar que ele estava morto. De acordo com o Ministério Público, o documento teria sido forjado e a criança ainda estava viva. O caso aconteceu em abril do ano 2000, na cidade de Poços de Caldas, no sul de Minas Gerais.

Últimas