Balanço Geral MG: empresários que pagaram por vacina clandestina podem ter sido enganados

MG: empresários que pagaram por vacina clandestina podem ter sido enganados

A Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão na casa da mulher que teria aplicado as doses

Os empresários mineiros que compraram vacinas contra a covid-19 de forma ilícita podem ter sido enganados e recebido um soro ao invés do imunizante. A vacinação clandestina aconteceu na garagem de uma empresa de ônibus, em Belo Horizonte. A Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão na casa de Mônica Pinheiro Torres de Freitas, auxiliar de enfermagem que teria aplicado as supostas doses. No local, os policiais encontraram seringas vazias, ampolas de soro e um cartão de vacinação.

Últimas