Balanço Geral Morte de enteado de vereador será investigada como suspeita de homicídio

Morte de enteado de vereador será investigada como suspeita de homicídio

Henry, de 4 anos, morreu antes de dar entrada no hospital

O médico e vereador pelo Rio de Janeiro, Jairo Sousa Santos Júnior, e a mulher dele, Monique Medeiros da Costa Almeida, deram cerca de 12 horas de depoimento sobre a morte de Henry Borel Medeiros, de 4 anos. A criança era filha de Monique e enteada do parlamentar. O menino foi levado às pressas pelo casal para um hospital particular, pois estava com dificuldade para respirar. A equipe médica tentou reanimar a criança, que não resistiu. O corpo dele foi levado ao IML, que, em laudo, constatou que Henry morreu antes de dar entrada no hospital. A causa da morte foi hemorragia interna e ferimentos graves no fígado. O caso, que era tratado como morte acidental, passou a ser investigado como um possível homicídio.

Últimas