Mulher que foi mantida refém no metrô de SP fala sobre as horas de pânico

A vendedora Marisa Resende, de 28 anos, voltava do trabalho quando foi atacada e feita refém por um homem dentro da estação de metrô Adolfo Pinheiro, na Linha 5-Lilás. Depois de três horas de negociação, a polícia prendeu o sequestrador Diogo Cícero dos Santos, de 33. Segundo o Grupo de Ações Táticas Especiais, ele sofre de esquizofrenia e sofreu um colapso nervoso após deixar de tomar os remédios controlados. Ao Balanço Geral, a vítima falou sobre as horas de pânico em que foi ameaçada com uma faca. Acompanhe na reportagem!