Balanço Geral “Não sou homofóbica”, afirma mulher que humilhou clientes e funcionários de padaria em SP

“Não sou homofóbica”, afirma mulher que humilhou clientes e funcionários de padaria em SP

Depois de ser gravada distribuindo ofensas racistas e homofóbicas a clientes e funcionários de uma padaria no bairro de Perdizes, zona oeste de São Paulo, a advogada Lidiane Biezok, de 45 anos, concedeu entrevista ao Balanço Geral e afirmou que a situação foi resultado da mistura de álcool e remédios. Apesar do que as imagens mostram, ela insiste em dizer que foi uma vítima.

Últimas