Balanço Geral Policial que matou copeira após se irritar com barulho de festa é promovida

Policial que matou copeira após se irritar com barulho de festa é promovida

Rosaira, de 46 anos, estava em uma confraternização de fim de ano quando foi atingida por um disparo na cabeça. Quem atirou foi Kátia - uma policial civil que mora na frente do local onde acontecia a festa. Imagens de um circuito de segurança flagraram quando a policial e o marido foram até o local e começaram a jogar pedras para acabar com a festa, como não conseguiu o que queria, voltou para casa e disparou da janela. Em depoimento, Kátia disse que só tinha a intenção de atirar para cima para assustar, mas o tiro acertou em cheio a cabeça de Rosaira. O crime completou quatro anos e Kátia Belo continua na ativa e morando na mesma casa. E a família da vítima acaba de descobrir que ela, inclusive, foi promovida e teve aumento no salário.

Últimas