Vereador e líder sindical de taxistas são acusados de agredir motorista do Uber

A confusão aconteceu no aeroporto de Congonhas, zona sul de São Paulo. O carro do Uber foi cercado por taxistas. O motorista foi ameaçado e agredido. Segundo a vítima, dentre os agressores estão o vereador Adilson Amadeu, autor do projeto de lei que proíbe o Uber na cidade, e Ceará, presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores de Empresas de Táxi.