Câmera Record Câmera Record revela situação de famílias que vivem em áreas de risco de desastres naturais

Câmera Record revela situação de famílias que vivem em áreas de risco de desastres naturais

Programa deste domingo (7) relembra histórias de pessoas que foram afetadas por enchentes e deslizamentos de terra em diversos lugares do Brasil, às 23h15, na Record TV

Programa mostra a história de famílias que sofreram com desastres climáticos

Programa mostra a história de famílias que sofreram com desastres climáticos

Divulgação/Câmera Record

Dez anos depois da tragédia na Região Serrana do RJ, o Câmera Record deste domingo (7) revela a situação de famílias que vivem em áreas de risco, expostas ao perigo de grandes enchentes e deslizamentos.

Gisele da Silva Teixeira é mãe de sete filhos. Em uma dia de chuva forte, ela viu o lar construído em uma encosta inundar completamente. Não havia escolha: com ajuda do marido, Rafael, deixou a própria casa para trás. Quando viu que a família toda estava segura, ele decidiu ir ajudar os vizinhos. E nunca mais voltou. "Encontraram ele de cabeça pra baixo. Ele achou que conseguia dar tempo dele correr, né?", Gisele relembra, entre lágrimas.

A tragédia de Gisele aconteceu no Guarujá, litoral de São Paulo. Mas se repete pelo Brasil há muito tempo. Em 2011, mais de 900 pessoas morreram na Região Serrana do Rio de Janeiro após grandes deslizamentos de terra. Dez anos depois, nossos repórteres voltam ao cenário do que é considerado o maior desastre climático do país. Encontramos Alan Ferreira, um dos sobreviventes. Ele tinha apenas 9 anos, mas se lembra claramente do que presenciou dentro da própria casa. "Não vi mais meus pais, eu acordei preso, soterrado na lama", recorda.

O programa volta ao cenário da tragédia na Região Serrana do Rio de Janeiro

O programa volta ao cenário da tragédia na Região Serrana do Rio de Janeiro

Divulgação/Câmera Record

Atualmente, mais de 8,2 milhões de pessoas vivem em áreas de risco no país. O Câmera Record mostra que 2021 começou com famílias desabrigadas na região de Embu das Artes, na Grande São Paulo, e muita destruição em Florianópolis, Santa Catarina.

E mais: nossa equipe registra 24 horas da rotina perigosa de famílias em uma área de risco. "São pessoas que vivem em condições que demandam, de alguma forma, políticas de saneamento, políticas de habitação, política educacional pra inserir, pra absorver, pra criar a percepção do risco", afirma Regina Célia dos Santos Alvalá, diretora do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais.

No podcast da semana, os repórteres Marcus Reis e Vanessa Libório falam sobre os bastidores desta reportagem especial.

Não perca o Câmera Record deste domingo (07), depois do Domingo Espetacular, com apresentação de Luiz Fara Monteiro.

Últimas