Câmera Record Mercado do sexo: casas noturnas continuam a funcionar em plena pandemia

Mercado do sexo: casas noturnas continuam a funcionar em plena pandemia

Frequentadores não encontram nenhum obstáculo para frequentarem os locais.

Desde o início da pandemia, a maioria das casas noturnas estão impedidas de abrirem as portas. Mas parece que esta obrigação não atingiu os estabelecimentos que facilitam a prostituição. Em São Paulo, muitos locais seguem abertos e continuam recebendo centenas de clientes, que não se preocupam nem em utilizar máscaras enquanto estão nas casas.

Últimas