Câmera Record Pais compartilham a dor de perder os filhos de maneira violenta

Pais compartilham a dor de perder os filhos de maneira violenta

Pedro Nacort Filho tinha 26 anos quando saiu de casa em Vitória, no Espírito Santo, após o jogo do Flamengo, em 1999, e nunca mais voltou. A mãe dele ouviu tiros e não demorou para receber a notícia que nenhum pai quer ouvir: seu filho tinha morrido. Em Embu das Artes, uma outra história trágica: Bruno Érick da Silva sofreu uma emboscada. Ele dirigia uma moto quando foi baleado na perna. O amigo, que estava na garupa, conseguiu fugir. Mas Bruno foi colocado em um carro e não foi mais visto. Pedro Sebastião da Silva, o pai do jovem, descobriu o suposto autor do disparo. O suspeito vivia a menos de 500 metros do local onde tudo aconteceu. 

Últimas