Crivella diz não ter condição jurídica para decretar "lockdown"

Em entrevista exclusiva ao Cidade Alerta, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, analisou a velocidade de contágio do coronavírus no município. Segundo ele, o crescimento de mortes por covid-19, em maio, fez com que fossem ampliadas as medidas restritivas a partir desta terça-feira (12). Questionado sobre a possibilidade do fechamento total, Crivella disse que um prefeito não tem juridicamente condição de decretar “lockdown”, já que ele não pode contrariar a cláusula pétrea da Constituição que estabelece o direito de ir e vir de pessoas saudáveis. Além disso, Crivella explicou que tem tomado medidas ponderadas, já que precisaria da ajuda da União e do Estado, por exemplo com cestas básicas para pessoas sem emprego, para determinar um bloqueio total das atividades no Rio. O prefeito afirmou ainda que as redes pública e privada de saúde já estão com uma taxa de ocupação em 90%.