Exclusivo: testemunha da morte de mestre de bateria da escola Vila Rica acusa PMs pelo crime

A reconstituição da morte do mestre de bateria da escola Vila Rica, na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, na zona sul do Rio, foi festa nesta segunda-feira (2). Familiares e membros da Comissão de Direitos Humanos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) acompanharam o trabalho da perícia. Segundo uma testemunha do crime, o disparo teria sido feito por policiais militares da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora).