MPF vê semelhança entre esquemas de Witzel e Cabral: 'Túnel do tempo'

Em coletiva realizada nesta sexta-feira (28), o procurador geral da República Eduardo El Hage afirmou que o esquema de corrupção na Saúde do Estado do Rio é semelhante ao utilizado pelo ex-governador Sérgio Cabral condenado a mais de 294 anos de prisão. “Nos vimos num túnel do tempo”, disse El Hage. De acordo com o procurador, a operação Tris in Idem, deflagrada hoje, é um desdobramento das operações Favorito e Placebo. As investigações apontam que o esquema de corrupção fazia uso de organizações sociais para pagamento de propina e envolvia a utilização de escritórios de advocacia, uso de transportadora de valores e contava até com doleiros no Uruguai.