Mulher tenta limpar o nome após ter ficado seis meses presa por engano

Seis meses após ter sido presa por engano confundida com a irmã, Danielle Estevão, de 28 anos, tem um novo desafio. A mulher, que ficou atrás das grades por 11 dias, agora tenta retirar seu nome no banco de informações da Polícia Civil e na Seap (Secretaria Estadual de Administração Penitenciária) que consta como antecedentes criminais.

Uma esteticista que foi confundida com a irmã