Suspeito de queimar a ex-companheira com óleo fervendo permanece solto no Rio

Um homem suspeito de jogar óleo fervendo na ex-companheira permanece solto e fazendo ameaças à vítima no Rio. O crime aconteceu em dezembro, enquanto a mulher estava dormindo. Por medo, ela já mudou de endereço três vezes com seis filhos. Em nota a Polícia Civil informou que uma medida cautelar já foi pedida ao MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro).