Caso Gabrielle: jovem grávida é envenenada e pai do bebê é preso

Matheus Barreto Bernardes não queria ser pai e colocou chumbinho no sorvete de jovem de 17 anos para provocar um aborto

Grávida de três meses, Gabrielle Santos, de 17 anos, deu entrada às pressas em um hospital de Guarulhos, na Grande São Paulo, após supostamente ingerir um caldo de mocotó que estaria envenenado. O dono do bar que serviu o caldo ajudou nas investigações e revelou que a garota já chegou passando mal. Depois de 12 dias internada em estado grave, com risco de perder o bebê, Gabrielle recebeu alta e colocou Matheus Barreto Bernardes, o pai do filho que espera, como o principal suspeito. Horas antes de passar mal, Gabi esteve na casa do rapaz e tomou um sorvete servido por ele. Troca de mensagens deixam claro que o rapaz nunca aceitou que Gabrielle ficasse com o bebê e o depoimento da jovem foi a peça que faltava para a polícia pedir a prisão de Matheus.